Destaques

ads slot

Especial Festival de Teatro >>> Duas Gotas de Lágrimas no Frasco de Perfume no Festival de Curitiba


Montagem que aborda a dor dos familiares dos desaparecidos políticos faz sessões no Mini Guaíra
Depois de uma temporada de sucesso de público e crítica no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de Brasília e uma circulação pelas unidades Sesc de Taguatinga e Ceilândia, “Duas Gotas de Lágrimas no Frasco de Perfume”, do núcleo de criação Criaturas Alaranjadas Cia. de Teatro, segue para o Festival de Teatro de Curitiba, com apresentações dentro da mostra paralela Fringe, no Mini Guaíra, nos dias 06.04 (às 15); 07,04 (às 15h), 08.04 (às 18h) e 09.04 (às 21h). Os ingressos custam R$ 20 e estão à venda no site http://festivaldecuritiba.com.br.
Apontada como um dos destaques da cena teatral brasiliense em 2016, a montagem mergulha na dor das famílias de desaparecidos que sumiram durante a ditadura militar. A história é contada do ponto de vista de mães, filhas e companheiras.
Rosa, Sofia, Tuca e Lola são mulheres que comungam de uma dor que nunca cessa. No silêncio de suas intimidades, viram o tempo se arrastar diante delas sem saber qual destino foi dado aos entes queridos, sequestrados, presos, torturados, mortos e desaparecidos durante a ditadura militar brasileira.

“Duas Gotas de Lágrimas no Frasco de Perfume” mergulha num dos capítulos mais obscuros da recente história brasileira, a partir do ponto de vista íntimo: da narrativa dos que ficaram em casa e viram as suas vidas serem tragadas junto ao desaparecimento de militantes políticos.
Em cena, memórias íntimas dessas personagens ajudam a construir uma narrativa na qual o tempo esvai as esperanças numa dramaturgia e direção de Sérgio Maggio (“Eu Vou Tirar Você Deste Lugar- As Canções de Odair José” e “Eros Impuro’).
“Essa montagem nasce do desejo de falar sobre a ditadura militar do lugar onde pereceram os parentes das vítimas. Muitos morreram sem nunca ter tido o direito de enterrar os restos mortais desses desaparecidos. Inspiro-me, sobretudo, no drama de dona Rosa Monteiro Guimarães, que morreu sem realizar o sonho de dar um digno enterro ao filho Honestino”, destaca Maggio.
A montagem reúne quatro gerações de artistas brasilienses. No palco, as experientes Gelly Saigg (atriz premiada com o monólogo Vestida de mar) e Silvia Paes (que integrou o Teatro do Concreto) encontram-se com Gabriela Correa e Tainá Baldez (jovens atrizes que se destacam na cena brasiliense) para, juntas, desenvolverem um projeto artístico que dialoga com o clássico Esperando Godot, de Samuel Beckett.
“Antes de começarem os ensaios do texto, fizemos uma leitura dramática da obra na escola pública Cemab, de Taguatinga. Lemos o texto de Beckett para 200 alunos e criamos, assim, intimidade com âmbitos essências ao espetáculo, como a espera a perder de vista”, conta Maggio.
Acompanhado ao vivo pelo ator, performer e pianista Tiago Ianuck, o elenco feminino ensaiou por dois meses a montagem em processo colaborativo, no qual o texto era reescrito a partir das interações feitas em ensaios.
Duas gotas de lágrimas no frasco de perfume tem cenário e figurino de Jones de Abreu, ator que completa, em 2016, 25 anos de trajetória artística, com formação em artes visuais; desenho de luz de Vinícius Ferreira, parceiro criador da Criaturas Alaranjadas; assistência de direção de Gilson Cezzar, produção executiva de Ana Paula Martins e coordenação de montagem de Emmanuel de Queiroz.
Fotos de Sérgio Martins
Sessões:
Mini Guaíra – Auditório. Glauco Flores de Sá Britto
06/04 - às 15h
07/04 - às 15h
08/04 - às 18h
09/04 - às 21h
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)
Duração: 70 minutos
Recomendação/Classificação: 12 anos
Gênero: Drama
Ingressos à venda no site do Festival de Teatro de Curitiba


Especial


Colunistas