Destaques

ads slot

Cultura >>> Exposição de Artes Visuais “Pentatóricos”



O Espaço de Arte Francis Bacon da Ordem Rosacruz, inaugura nesta quarta, 19/04 às 19h a exposição de Artes Visuais “Pentatóricos”. Com coordenação de Eloir Jr. e curadoria dos próprios artistas, a mostra apresenta 30 trabalhos, entre pinturas, aquarelas e interferências artísticas em mobiliário e retrata a presença individual e o universo pictórico de cinco artistas visuais de diferentes trajetórias e geração, que sob a ótica particular de suas linguagens artísticas e processos matéricos, fomentam possibilidades no Espaço de Arte.
Carla Schwab trama suas rendas bidimensionais em mandalas, Eloir Jr., exalta as formas, as possibilidades e a policromia de suas Matriochkas, Oswaldo Fontoura Dias transita pelo design com tridimensionais mobiliários entre as suas pinturas sobre tela, Tânia Leal eleva a figuração do cotidiano feminino, e com impecável sutileza Waltraud Sekula, utiliza a aquarela como meio de expressar a sua visão poética da natureza. A paixão pela arte que produzem amálgama estes artistas, e a ocupação cultural retrata este mosaico multifacetado de temas e cores. Juntos, comungam arte e irão instigar os sentidos dos visitantes através de suas percepções.
*Pentatóricos é a união da palavra “Penta” (cinco) e Pictóricos (que é relativo a imagem e a pintura, que pode ser visualmente representado).

Serviço:
Exposição de Artes Visuais ”Pentatóricos”
Abertura com coquetel: 19/04 das 19h às 22h
Visitação: 20/04 a 09/06/2017
Horário: de segunda a sexta-feira das 13h30 às 17h.
Local: Espaço de Arte Francis Bacon – Ordem Rosacruz (AMORC)
Endereço: Rua Nicarágua, 2620 – Bacacheri
Curitiba-PR
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita

Sobre os Artistas:

Carla Schwab
Pelotense-RS radicada em Curitiba-PR é Artista Visual atuante há 23 anos, é graduada em Artes visuais pela UFPel-RS e Professora de Artes em estudos de materiais e técnicas de pintura.  Em Suas obras de teor contemporâneo-sustentáveis da Série Rendados, coloca em evidência o aproveitamento de materiais, colaborando com a boa vivência entre o descartável e a responsabilidade social. Seus trabalhos participam das edições da Casa Cor Paraná e em outros Estados, sendo premiada como melhor trabalho relacionado com a sustentabilidade.  Em 2011 participou de exposições por cidades francesas e em 2013 e 2015 no Carrosel Du Louvre em Paris, tendo seu trabalho catalogado no Guia Internacional de Arte Contemporânea na Europa.

Eloir Jr.
É artista visual curitibano, pós-graduado pela EMBAP-PR e graduado pela UTP-PR, curador e colunista cultural do Sztuka Kuritiba e Revista Paulista Coluna de Arte&Cultura Paranaense. Expõe profissionalmente em mostras individuais, coletivas, e salões de arte desde 1997, obtendo 12 premiações durante este período e suas obras estão em coleções de acervos nacionais, internacionais, livros de arte. Em 2010 representou o Estado do Paraná na cidade francesa de Vaire-Sur-Marne e em 2013 participou de exposição no Carrousel Du Louvre em Paris.

Oswaldo Fontoura Dias
Designer e artista visual iniciou seus trabalhos na década de 1980. Para ele, a arte, depois do amor, é a forma de expressão mais autêntica e espontânea que existe. Nesse sentido, o artista usa também a arte como meio de comunicação. O século XXI, com seus inúmeros recursos tecnológicos, transformou o convívio das pessoas numa sociedade imagética, de onde a necessidade da reflexão artística para dar sentido ao pensamento contemporâneo.

Tânia Leal
É artista visual graduada há 40 anos pela UDESC em Florianópolis e Professora de Pintura
em seu próprio Atelier. Desde 2000 participa de inúmeras exposições, salões de arte e mostras internacionais, tendo seu trabalho editado no Guia de Arte Contemporânea durante sua exposição no Carrousel Du Louvre em 2015. Tânia é figurativa e adora o universo feminino. “Pintar é minha libertação”, relata.

Waltraud Sekula
Formada em Farmácia e Bioquímica e autodidata em artes, é atuante há 40 anos em galerias de arte.  Apaixonada pela natureza, e observadora, iniciou bem cedo desenhando e pintando livremente. Como autodidata, é uma pesquisadora, aliando o desenho, a parte pictórica com a cultura e formando argumentos sobre o que produz. Pesquisa e experimenta técnicas e efeitos de modo a criar e desenvolver algo novo, inusitado.
Em seu currículo constam centenas de exposições, Salões de Arte e premiações, quatro Salas “Hours Concours”, entre textos e críticas, ilustração de livros, agendas, calendários e demais atividades culturais.



Especial


Colunistas

Menu