Destaques

ads slot

ESCOLA DE CURITIBA ABRE PORTAS PARA PRATICAR NOVO MOMENTO DA EDUCAÇÃO



Muito se fala sobre futuro e inovação, mas ainda são raras as instituições brasileiras que colocam em prática as metodologias ativas de ensino que revolucionaram a forma de aprender e ensinar em países como a Finlândia e a Itália – que elevam a discussão do ensino no mundo desde a Educação Infantil.
Segundo a educadora Gisele Mantovani Pinheiro, diretora do Colégio Amplação – que há mais de uma década pesquisa, estuda e pratica a transformação da proposta educacional para o século XXI – o foco do trabalho está na aprendizagem e não no ensino. “Há pelo menos cinco anos trabalhamos dentro dessa realidade e enfrentamos todos os obstáculos imagináveis nessa trajetória”, conta. 
Gisele revela que, tudo na nova sede do Colégio Amplação, localizada no Neoville, foi pensado para praticar a educação inovadora. “No entanto, mais do que a estética, precisamos saber fazer um bom uso desse espaço, precisamos ter professores sintonizados a esse novo momento – na condição de mediador em sala de aula – que promove o diálogo e empodera o aluno”, analisa a diretora.
Certa de que o futuro da educação depende do engajamento do professor, o 1º Encontro Paranaense de Educação para o Século XXI, agendado para o próximo sábado, 23 de setembro, das 8h às 12h, promoverá uma série de workshops, abertos ao público acadêmico – mediante inscrição (www.colegioamplacao.com.br). “Com frequência sou solicitada a dividir nosso cotidiano com outros líderes do setor, que nos procuram para entender como lidamos com essas novidades no dia a dia. Nessa ocasião vamos mostrar nossa experiência e não somente discursar sobre possibilidades”, justifica. “Somos a favor da reinvenção da educação, dentro e fora da nossa escola”, acrescenta Gisele Mantovani Pinheiro.
Referência no Paraná
Na sequência do 1º Encontro Paranaense de Educação Inovadora para o Século XXI, a diretora do Colégio Amplação participará como convidada pelo Embaixador da Finlândia para liderar o tema “Experiências Inovadoras e seus desafios para a educação do século XXI, durante o Seminário Internacional Paraná-Finlândia, organizado pela Fundação de Estudos Sociais do Paraná (FESP).

Leia o release na íntegra no arquivo anexo!

Crédito Fotos: Miguel Verzignassi

Especial


Colunistas