Destaques

ads slot

Vinhos para a Primavera!


A Primavera chegou e a chance de termos dias agradáveis, com temperaturas amenas e céu azul, é grande. Motivados por esta mudança, que começou oficialmente em 22 de setembro, vamos falar sobre vinhos não tão encorpados, que combinam com as receitas consumidas nessa época. Selecionamos cinco rótulos versáteis que podem ser degustados sozinhos, mas que também acompanham bem as refeições. Todos os vinhos são trazidos ao Brasil pelas importadoras Porto a Porto e Casa Flora. Confira!

Veuve du Vernay Brut
Para aqueles que gostariam de experimentar um espumante francês, a dica é o refrescante Veuve du Vernay Brut. A vinícola está localizada na Borgonha e os vinhos são elaborados seguindo a tradição francesa da Maison Patriarche. Produzido através do método charmat, com a segunda fermentação em tanques de inox, apresenta aromas de frutas, como pêssego e abacaxi, e em boca é muito agradável. Ideal para ser servido como aperitivo ou para acompanhar queijos, embutidos, peixes e frutos do mar em geral.

Chan de Rosas Clássico
Lançado recentemente no Brasil, este branco é uma oportunidade maravilhosa de conhecer a uva Albariño, como é chamada na Espanha a Alvarinho portuguesa. Elaborado na denominação Rías Baixas, que fica dentro da Galícia, noroeste do país, pelo grupo Premium Fincas, apresenta excelentes notas frutadas e florais. Excelente sem acompanhamento, mas combina com risoto de limão siciliano, pratos com salmão defumado ou mariscos, por exemplo. Experimente essa que é uma das mais elogiadas novidades do mundo dos vinhos no Brasil.

Le Rosé de Floridene
Este rosé francês é de uma elegância única. Ele se basta e dispensa acompanhamentos, mas vai muito bem com saladas verdes, carpaccio, queijos, paella ou lagosta, por exemplo. Elaborado pela Domaine Denis Dubourdieu em Bordeaux com as uvas Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc, é um vinho muito saboroso e refrescante. Quem prova se encanta de imediato.

Emilia Nieto Senetiner Malbec
Produzido com a uva argentina mais famosa do mundo, a Malbec, esse tinto é indicado para acompanhar as carnes vermelhas não tão gordurosas, como os cortes mignon e fraldinha, elaboradas na grelha. Seco e elegante, apresenta taninos muito macios. Boa indicação também para quem quer levar uma cesta de piquenique para o parque com petiscos, em qualquer fim de tarde.

Cefiro Pinot Noir
Esse exemplar chileno é muito eclético e vai bem em qualquer estação, sendo que nas épocas mais quentes do ano pode ser consumido um pouco mais fresco. Tinto equilibrado e com taninos elegantes, harmoniza com peixe grelhado temperado com ervas, por exemplo. É elaborado no Vale de Casablanca, uma das regiões chilenas mais propícias ao cultivo da sensível Pinot Noir, e uma parte do vinho estagia em barricas de carvalho francês por 6 meses.

Dicas para escolher vinhos na Primavera
1)Os vinhos espumantes não têm melhor horário para serem consumidos, ou seja, podem ser servidos a hora que você quiser, da noite ou do dia! A versão brut está entre as mais versáteis e pode simplesmente acompanhar um bate-papo no meio da tarde ou ainda escoltar refeições inteiras.

2)Como são os pratos que determinam os vinhos para a harmonização e nessa época a tendência é que se consumam receitas mais leves e frescas, dê preferência aos rótulos de vinhos mais leves, sejam brancos, rosés ou tintos.

3)Sabe aquela sensação de refrescância que você sente ao degustar um vinho? Isso se deve à acidez, fator que contribui também para a vocação gastronômica da bebida. Na hora de escolher um rótulo, pergunte sobre isso ao sommelier da loja, restaurante ou mercado e escolha os rótulos que se destacam pela acidez.

4)“Estupidamente gelado” é uma referência não muito adequada ao mundo dos vinhos. Você deve pensar em uma temperatura indicada para cada rótulo e entender que quanto mais gelado o vinho mais tempo os aromas irão “demorar” para serem sentidos. Em geral, indica-se entre 6 e 8ºC para espumantes; entre 8 e 12ºC para brancos; entre 10 e 12ºC para rosés; e 16 e 18ºC para tintos. Vale ressaltar que os tintos podem ser servidos um pouco mais frescos nas estações mais quentes do ano.

Sugestão de preços, em Curitiba:
Veuve du Vernay Brut: R$72,90
Chan de Rosas Clássico: R$89,90
Le Rosé de Floridene: R$79,90
Emilia Nieto Senetiner Malbec: R$44,90
Cefiro Pinot Noir: R$67,90

Em Curitiba, onde encontrar:
Adega Brasil, Armazém Seu Luiz, Adega Franco, Casa da França, Festval e Queijos e Vinhos.

Importadora Porto a Porto
@portoaporto

Empreendedorismo - por Rodrigo Okener


Especial


Colunistas

Menu