Destaques

ads slot

Breno Silveira retorna com interminável novelão


Marjorie Estiano e Nanda Costa intepretam as protagonistas de Entre Irmãs
Crédito da foto: Dan Behr/Divulgação


Depois do ótimo 2 Filhos de Francisco e do bom Gonzaga – De Pai para Filho, o diretor Breno Silveira vai mais vez vai ao sertão para filmar Entre Irmãs, uma das principais estreias da semana nos cinemas brasileiros. Baseado no romance A Costureira e o Cangaceiro, de Frances de Pontes Peebles, a produção conta a história de duas irmãs, Luzia (Nanda Costa) e Emília (Marjorie Estiano, que vivem com a tia Sofia (Cyria Coentro), todas costureiras na pequena Taquaritinga do Norte, no sertão pernambucano dos anos 1930.

De personalidades diferentes – Luzia mais introspectiva e Emília sonhadora –, as duas moças muito unidas têm a vida completamente alterada quando um bando de cangaceiros liderados por Carcará (Júlio Machado) invade a cidade e leva embora Luzia. Pouco tempo depois, Emília se casa com o rico Degas (Romulo Estrela) e se muda para o Recife. A partir desse momento, a trama vira um típico novelão de televisão e passa a acompanhar as dificuldades vividas pelas irmãs, intercalando cenas com Luzia se adaptando à vida dos rebeldes do sertão e Emília tentando atender às expectativas da exigente sociedade pernambucana.

Entre Irmãs tem bom elenco e ótimas interpretações das atrizes protagonistas, e ainda belas imagens do sertão e aprimorada reconstituição de época, competência técnica tradicional dos trabalhos com o selo da Conspiração Filmes. Mas a história evolui a passos de tartaruga em intermináveis 166 minutos, com poucos momentos realmente inspirados – há até uma ótima passagem, quando as irmãs tomam contato da vida uma da outra através de notícia de jornais, mas o restante é formado por situações clichês. As relações homoafetivas descritas em determinados momentos poderiam ser melhor exploradas e tornar o roteiro mais interessante, porém acabaram em soluções conservadoras. Silveira apostou na grandiosidade da produção, mas acabou se esquecendo de aprimorar a trama. Cotação: Regular.

Trailer de Entre Irmãs




Bigelow e Soderbergh

Dois oscarizados diretores retornaram este ano com produções muito bem cotadas pela crítica internacional e que estreiam esta semana no Brasil. Steve Soderbergh (TrafficOnze Homens em Um Segredo) até tinha anunciado a aposentadoria da direção de filmes em 2013, mas acabou retomando a carreira com a comédia de ação Logan Lucky – Roubo em Família.

Na história, os irmãos Jimmy Logan (Channing Tatum, de Magic Mike) e Clyde Logan (Adam Driver, o Kylo Ren da nova série Star Wars) formam uma dupla não muito inteligente. Em dificuldades financeiras, eles resolvem realizar um grande assalto em uma importante corrida da Nascar (categoria automobilística de maior público nos Estados Unidos). Para ajudá-los no trabalho, eles decidem libertar da prisão o excêntrico Joe Bang (Daniel Craig, o espião OO7 atual).

Trailer de Logan Lucky – Roubo em Família


Vencedora do Oscar por Guerra ao Terror (2008), Kathryn Bigelow apresenta em Detroit em Rebelião uma trama que se passa no final dos anos 1960, mas que tem um tema mais do que atual: a tensão racial nos Estados Unidos. Na história, John Boyega (o Finn da nova série Star Wars) vive Dismukes, a principal testemunha de uma violenta ação da polícia de Detroit contra um grupo de negros. O caso incendeia a cidade e acaba se tornando nacional, ganhando o envolvimento de diversas forças militares americanas.

Trailer de Detroit em Rebelião



Outras estreias

O suspense A Morte Te Dá Parabéns, do diretor Christopher Landon (Como Sobreviver a Um Ataque Zumbi) tem como destaque uma personagem que fica presa em um dia específico de sua vida, revivendo-o indefinidamente.

A ideia não é nova e foi muito bem trabalhada nos ótimos Feitiço do Tempo(1993), com um hilário Bill Murray vivendo eternamente o Dia da Marmota em uma cidadezinha do interior americano, e No Limite do Amanhã (2014), com Tom Cruise interpretando um militar que tenta vencer alienígenas invasores da Terra.

Dessa vez, a jovem Tree Gelbman (Jessica Rothe, de La La Land) é quem retorna sempre ao dia de seu aniversário depois de ser assassinada por um mascarado, ao estilo da série Pânico. Para conseguir escapar dessa sina, ela deve descobrir a identidade do matador e os motivos que o levam a persegui-la.

Trailer de A Morte Te Dá Parabéns


A animação As Aventuras do Capitão Cueca – O Filme traz para as telas o personagem das histórias em quadrinhos. Na trama, os meninos Jorge e Haroldo desenham tirinhas do Capitão Cueca, inventado por eles. Sempre aprontando na escola, eles usam um anel hipnótico para fazer com que o diretor obedeça suas ordens e se transforme no super-herói.


Mais nacionais

O humorista e apresentador Danilo Gentili é a estrela de Como se Tornar o Pior Aluno da Escola, filme baseado em seu livro homônimo, dirigido pelo estreante Fabrício Bittar. O personagem de Gentili é o mentor de Bernardo (Bruno Munhoz) e Pedro (Daniel Pimentel), dois estudantes que tentam se dar bem na escola sem precisar estudar. Na tradição de comédias americanas como Porky'sPicardias Estudantis e a série American Pie, a produção nacional é recheada de piadas chulas e situações escatológicas. O filme tem a participação especial da sumida Joana Fomm, do cantor Moacyr Franco e do ator mexicano Carlos Villagrán, o eterno Quico do seriado Chaves.

Trailer de Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola


O diretor Wagner de Assis (Nosso Lar) continua a investir na temática espiritual em A Menina Índigo, filme estrelado por Murilo Rosa. O ator vive Ricardo, pai de Sofia (Letícia Braga), menina de 7 anos que tem problemas na escola, por só se interessar por pintura e deixar de lado outras matérias. Separado da mãe e afastado da criança por conta do trabalho, Ricardo resolve dar mais atenção à filha e descobre que, além de muito talentosa nas artes, Sofia tem o poder de curar pessoas doentes. Mas esse dom é descoberto por um jornalista sensacionalista e os pais precisam se unir para proteger a filha. O elenco conta com atores conhecidos como Fernanda Machado, Xuxa Lopes, Eriberto Leão, Paulo Figueiredo, Nizo Netto.




Especial


Colunistas

Menu