Destaques

ads slot

Start​ ​up​ ​paranaense​ ​cria​ ​delivery​ ​surpresa. A dúvida na hora de pedir comida em casa é coisa do passado, o Rango! escolhe o pedido pra você



Se você tem costume de pedir comida, mesmo que de vez em quando,
certamente já passou por esta situação: chega o fim do dia, a fome vai
começando a bater e então aparece a dúvida: o que eu vou comer hoje?
Cozinhar é trabalhoso e aplicativos de delivery, que deveriam ajudar, têm
opções demais e acabam te deixando mais confuso. Nesta hora, a solução
acaba sendo uma só: pedir o mesmo de sempre.
Os curitibanos Matheus de Lima, 21, e Artur Guarezi, 27, roomates que
estavam cansados de passar horas decidindo o que pedir - em um
apartamento que raramente tinha comida na geladeira - decidiram resolver
este problema e criaram o Rango!, um delivery surpresa. No site da startup
(www.vemrango.com), o cliente informa suas preferências, restrições e o
valor máximo que quer pagar. Depois disso, é só aguardar a chegada da
comida. Inicialmente, a ideia pode parecer um pouco estranha, mas já sanou
a indecisão de centenas de pessoas.
PARADOXO​ ​DA​ ​ESCOLHA
Decidir o que comer não é uma tarefa fácil. O excesso de opções em
cardápios (físicos ou digitais) trouxe para os momentos mais gostosos do dia
o Paradoxo da Escolha. Segundo Barry Schwartz, psicólogo americano e
criador desta teoria, opções demais causam um tipo de confusão no cérebro,
o que dificulta a tomada de decisão e aumenta. Mas isto não significa que a
inexistência de opções é uma vantagem. Para Barry, ter poucas opções é
melhor do que não ter nenhuma, e também é melhor do que ter opções
demais.
COMO​ ​FUNCIONA?
Por meio de um formulário, o cliente começa dizendo se existe algo que ele
não desejaria receber (exemplo: não quero pizza), se tem alguma restrição
alimentar (exemplo: não come nada com lactose), se deseja retirar algum
ingrediente (exemplo: retirar ervilha) e qual é o tamanho da sua fome. Depois
disso, passa para a etapa do cadastro e, por fim, escolhe o valor máximo que
quer pagar pelo pedido, incluindo todos os custos. Os criadores da ideia,
dizem que é possível fazer um pedido em menos de 2 minutos.
Um robô seleciona, de acordo com as respostas do formulário, qual é a
melhor opção disponível em restaurantes próximos do cliente (apenas os que
têm boas avaliações) e envia o pedido. O tempo de entrega é o mesmo que
em aplicativos populares como iFood, PedidosJá e SpoonRocket.
Segundo Rafaela Graf, que pede comida pela plataforma ao menos uma vez
por semana, “é muito mais prático, eu digo tudo que não quero comer e

sempre recebo algo diferente”. Para os que não querem receber algo
completamente surpresa, é possível optar por receber um tipo de comida
específico, como pizza, por exemplo, e não decidir qual será o sabor, apenas
os ingredientes que ela não deve conter.
A​ ​EXPERIÊNCIA
No Rango! a chegada da comida é acompanhada de bastante ansiedade,
que “depois de um prato quentinho e saboroso, vai se transformar em uma
sensação incrível de satisfação”, diz Matheus, um dos fundadores da
empresa.

COMO​ ​TUDO​ ​COMEÇOU?
Os sócios passaram recentemente pelo programa de pré-aceleração de
startups do SEBRAE, o Epifania, e agora participam de um programa de
tração, também do SEBRAE, o Tracion. “Queremos acelerar nosso
desenvolvimento e os programas nos ajudam com isso. Facilita o networking,
ajuda a seguir uma agenda de crescimento, isso sem falar da mentoria
especializada”, resume Artur. O projetos são liderados por Ricardo Dória,
CEO da Aldeia Coworking.

Especial


Colunistas

Menu