Destaques

ads slot

ALÉM DA SUPERFÍCIE, de Cleverson Oliveira. Artista visual documenta sua produção através da relação de suas obras com textos reflexivos em livro e exposição





O artista visual Cleverson Oliveira lança, dia 18 de novembro, às 10h00, na Galeria da Casa da Imagem, seu novo livro: Além da Superfície. No mesmo dia, acontece a abertura da exposição homônima que fica em cartaz até 10 de fevereiro. Também estão programados um ciclo de palestras e o lançamento de uma plataforma digital que traz registros de processo de criação e textos reflexivos sobre a obra do artista.


Cleverson Oliveira atua em campos multidisciplinares usando uma linguagem visual que explora os limites da imagem permeando a experiência do cinema até o desenho. O artista apresenta em sua segunda publicação, um panorama de sua produção que abriga desde seus primeiros trabalhos, criados em 1994, até suas criações mais recentes.



O livro Além da Superfície  relaciona a trajetória do artista, abordando, a partir de textos e ensaios,  três temas centrais: o olhar da filosofia da linguagem e suas relações cognitivas sobre a obra do artista, a análise da construção e desenvolvimento da poética de Cleverson e as relações entre o artista e seu meio, além de uma entrevista com o artista, realizada  pelo curador e crítico de Nova York, Raúl Zamudio, que apresenta uma reflexão sobre o período de doze anos em que o artista Cleverson Oliveira viveu e produziu nos Estados Unidos.

Pagu Leal, artista e filósofa, acompanha a produção  do artista descortinando relações promovidas pela obra em contato com o espectador, a partir de um texto reflexivo intitulado: “Irritações de Superfície”. Cleverson e Pagu estabelecem um diálogo construído a partir de experiências e colaborações artísticas ligadas à dramaturgia, performance e vídeo arte.


A partir da ideia de construção da poética do artista, o professor-doutor Antonio Fatorelli, apresenta, no livro, um texto crítico sobre a obra de Cleverson Oliveira.


Cleverson, em seus trabalhos, desmistifica a aparente condição natural da paisagem. As obras constroem um espaço imaginário onde o artifício da representação torna-se o campo visual após uma desfiguração completa da representação. As paisagens parecem ser definidas antes de nós como uma inevitabilidade da natureza. Construído por séculos como o equivalente da natureza, paisagens assumem a representação mais perfeita do mundo.

Ainda em 2017, o artista participa da Bienal de Veneza (Itália) integrando a exposição “The Border Pavillion” e apresenta sua produção recente em uma exposição em Nova York.

O projeto Além da Superfície  é realizado com o incentivo do Banco do Brasil  através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.



SOBRE O ARTISTA:

Cleverson Oliveira nasceu em Curitiba, em 1972. Formou-se na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, em 1994. Em 1996 estudou História da Arte na New York University, em Nova York, onde viveu de 1996 até 2008 . Vive e trabalha em Piraquara, Brasil. Participou de exposições em diversos locais, incluindo New York, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Seoul, Doha e Veneza (Itália).
Entre suas principais exposições estão: Fronteiras: uma jornada pelas américas, realizada no museu da Fotografia, em Curitiba, em 2009. Viajantes Contemporâneos, realizada na Pinacoteca do Estado de
São Paulo, em 2010. 5th media Art biennale, Seoul, Coreia do Sul, 2009.Galáxias, Myiako Yoshinaga, Nova York(USA), 2012; e Bienal Internacional de Curitiba, 2013. Border Pavilion (Bienal de Veneza) 2017.








SERVIÇO:

Lançamento do livro e abertura da exposição "Além da Superfície"
Abertura dia 18 de novembro de 2017, às 10h00
*a exposição fica em cartaz até dia 10 de fevereiro de 2018

Galeria Casa da Imagem (www.casadaimagem.com)
Rua Dr. Faivre 591
ENTRADA FRANCA






Especial


Colunistas