Destaques

ads slot

Exposição “Além das Barras” alia tecnologia e humanismo



Com uma proposta que alia tecnologia e humanização, a Exposição "Além das Barras"  fica em cartaz no vão central do Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba (PR) até o dia 30. Mesmo com o final da Mostra é possível ver o ensaio, conhecer as histórias e ajudar o HC acessando:http://alemdasbarras.org.br.
O uso da tecnologia, que exigiu estudo especial para a aplicação dos códigos de barras nas imagens das dez modelos -  mulheres enfrentaram o câncer de mama e decidiram apoiar a campanha - foi resultado de um projeto desenvolvido por alunos da Red Hook School - hotspot de criatividade e inovação de Curitiba a pedido do Centro de Doenças de Mama do HC. Com o código é possível fazer a doação por meio digital.
Fernanda Vendramini, 51,  uma das modelos, disse que a ideia foi muito boa e a absorveu desde o começo. "Além de ser um projeto inédito, com os códigos, colocar nossa imagem nos faz ter uma relação mais direta com as pessoas", disse. Além disso, completa, "tive o primeiro diagnóstico aos 36 anos, fora do grupo de risco (acima dos 40) e isso serviu como um alerta", comentou.
Para Rose Brizolla, 44, o projeto é mais que um cartaz ou pôster, é um contato direto com as pessoas.  "Foi uma ideia muito original e que encampamos porque sabemos que muitas pessoas precisam desses cuidados e não podem esperar", comentou.
"Foi um trabalho muito difícil de ser desenvolvido, envolveu tecnologia para a aplicação das barras em cima das imagens nos pôsteres, mas depois de estudos e experiências conseguimos viabilizar esse material", comentou Célia Camargo, diretora da Red Hook School.
O projeto teve a orientação de Erick Mendonça, redações de André Prestes e Isadora Correia, direção de Arte de Léo Waiss e Rafael Misuta, além da programação de Cleiton Fermino e Felipe Mikos de Lara.

Especial


Colunistas