Destaques

ads slot

O Carnaval afeta a produtividade e a economia do Brasil? - por Renan Okener



É muito curioso observar pessoas fazendo criticas sobre o carnaval pelo impacto na economia que ele pode gerar. Muitas vezes são pessoas interessadas em indicadores econômicos e finanças.


A maior festa brasileira tem sim como objetivo usar o turismo para aquecer a economia do país, e por mais que achemos que seja algo negativo, temos números que comprovam um faturamento positivo. O carnaval de 2017 no Rio de Janeiro arrecadou para o Estado $912 milhões de dólares. Convertendo para o real, estamos falando de 3 bilhões de reais!

Muitas vezes não conseguimos entender se, para uma capital como o Rio de Janeiro, esse valor geraria um bom ativo para a cidade. Nem de que forma ajudaria na economia em si. Entretanto se pensarmos no giro monetário de 3 bilhões em 4 dias, sendo dois destes, finais de semana - geralmente não contados como dias produtivos - então sim, é um valor expressivo.
Por mais que o Rio de Janeiro seja a capital que mais representa o carnaval no Brasil, outras cidades também realizam celebrações que atraem muitos foliões e bilionários de outros países para conhecer as festividades de nosso país.


As indústrias param nessas épocas festivas? Como isso afeta a economia do país?

Muitos dizem que ninguém trabalha no carnaval e que esse período seria um dos mais críticos para o pais, como um grande rival da produtividade.

Existem algumas estatísticas que nos ajudam a analisar essa situação com mais precisão: os dados oferecidos pela Trading Economics junto ao Branco Central do Brasil, entre o período de 2016 a 2018. As datas comemorativas de Carnaval apresentaram uma considerável inclinação positiva, demonstrando uma grande recuperação em alguns períodos ao longo desses anos. Também se pode destacar o mês de dezembro, entretanto, como o menos produtivo.

As festas de fim de ano trazem folgas e muitos recessos. São duas semanas onde decisões importantes são adiadas, negócios, reuniões... e fechamos as portas. Sempre deixamos esses assuntos para períodos pós-festas, uma vez que todos estão ansiosos para organizar suas viagens e confraternizações.

Contudo, não podemos deixar o ano começar só após carnaval. Precisamos sempre nos organizar! Sim, o Brasil entra em um grande recesso nessas vésperas festivas. Mas vale lembrar que temos o mês de janeiro para fazer toda a diferença no nosso calendário corporativo.

Não podemos culpar só o carnaval pela queda de produtividade no Brasil em alguns setores, como por exemplo a indústria, mas sim enxergar com outros olhos as oportunidades e fazer a diferença!



Renan Okener
Empresário
https://www.instagram.com/renanokener
https://www.youtube.com/channel/UC3l8bAZyBXucQxLhEH2O0mA

Empreendedorismo - por Rodrigo Okener

Empreendedorismo - por Rodrigo Okener


Especial


Colunistas

Menu