Destaques

ads slot

Vendas de imóveis aumentam em relação a 2017

Apesar do otimismo das imobiliárias da Rede Imóveis, oferta de crédito ainda tem sido uma barreira ao setor.


As imobiliárias da Rede Imóveis apresentaram um aumento variável de até 30% no número de vendas de imóveis realizadas em fevereiro de 2018, na comparação direta com o mesmo período do ano passado. “Estamos muito confiantes com esse de ritmo de vendas, o que demonstra o aumento na confiança do consumidor”, explica a presidente da Rede Imóveis, Neusa Kutinskas. A Rede Imóveis é uma associação que reúne as 12 mais tradicionais imobiliárias de Curitiba, que representam aproximadamente 30% deste mercado.
Ainda segundo o relato das associadas, os valores médios das vendas está em R$ 350 mil e o crédito ainda tem sido uma barreira, pois o maior banco que opera esse tipo de financiamento a Caixa Econômica Federal está com a operação bem lenta .“Estamos buscando outras opções no mercado para suprir essa necessidade”.
Segundo o coordenador de vendas da associação, Fernando Galvão Puhl, todos os demais bancos como, Itaú, Bradesco, Santander e Banco do Brasil, também apresentam linhas de financiamento imobiliário. “Outros bancos têm juros que vão de 9,3% ao ano até 10,5% ao ano, dependendo do perfil do cliente. Já a Caixa Econômica Federal apresenta linhas especiais, condicionadas à utilização do FGTS e também ao perfil do cliente (por exemplo para funcionários públicos)”. Puhl destaca ainda que há diferença nos percentuais de financiamento, sendo que na Caixa Econômica Federal financia-se usados até 70%, quando integrado ao FGTS e perfil de cliente, e até 80% para novos, e há opções nos bancos privados  que chegam até os 80% do valor do imóvel, segundo a condição do imóvel ser novo ou usado e também do perfil do cliente.


Instagram @curitibaemdestaque


Curitiba em Destaque

Colunistas

Menu