Destaques

ads slot

Exposição “Ni Olvido, Ni Perdón” retrata movimento pela memória e justiça na Argentina


Mostra do fotojornalista Tui Guedes reúne 30 fotos sobre a preservação da memória das vítimas da ditadura militar argentina


O espaço cultural Casa Tangente recebe, a partir da próxima terça-feira (10), a exposição “Ni Olvido, Ni Perdón”, do fotojornalista brasileiro Tui Guedes. As 30 imagens da mostra são um registro dos últimos três anos de trabalho do autor com o resgate e a preservação da memória fotográfica das vítimas e dos desaparecidos durante a ditadura militar argentina. A exposição fica em cartaz até dia 25 de abril.
Radicado naquele país há dez anos, Tui Guedes reúne fotos e documentos que “relembram para não esquecer” a dor da tortura, da busca das avós pelos netos desaparecidos, da insensatez da Guerra das Malvinas e das outras vítimas do regime de exceção, que durou de 1976 a 1983. “Não houve anistia nem perdão, mas julgamento. A Argentina mantém viva essa lembrança e faz questão de não esquecer. Essas fotos mostram um pouco dessa luta pelo resgate da história recente”, diz o fotojornalista.
Algumas das fotos da exposição fazem referência a La Perla, antigo centro de detenção clandestino, que hoje funciona como espaço de memória. Também destacam-se as fotos da participação ativa das Abuelas de Plaza de Mayo (APM), avós que ainda buscam identificar seus netos sequestrados. Atuando há 40 anos, a APM já resgatou 125 crianças e luta para garantir direitos civis em um estado democrático de direito com o lema “Ni Olvido, Ni Perdón”.
A Exposição Ni Olvido, Ni Perdón tem o apoio do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos de Córdoba, do Archivo Provincial de la Memoria de Córdoba e da organização La Perla. Tem curadoria de Ana Gerchunoff, diretora de imprensa do Ministério de Justiça e Direitos Humanos da Província de Córdoba.
Sobre Tui Guedes
Tui Guedes é um fotógrafo brasileiro que vive na Argentina desde 2008, quando começou a fotografar profissionalmente. Durante esses anos, atuou como fotojornalista de política, cultura e temas sociais com publicações em vários veículos como Clarín, La Voz del Interior, Cadena 3, Crónica, entre outros. Nos últimos anos, vem desenvolvendo atividades em parceria com o Ministério de Justiça e Direitos Humanos de Córdoba.
Sobre a Casa Tangente
A Casa Tangente é um espaço cultural dedicada à realização de exposições, palestras, oficinas, e outros eventos com foco em arte, cultura, relacionamento e informação. A Casa tem 210 m2 de área interna equipada com uma estrutura atual e multifuncional. A área externa, de 80 m2, é outro espaço da Casa Tangente preparado para atividades ao ar livre.
Serviço
¡Ni Olvido, Ni Perdón
Data: a partir de 10/4
Horário da abertura: início às 19h30
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 14 h às 18 h
Informações: facebook.com/casatangente
Entrada franca 

Instagram @curitibaemdestaque


Curitiba em Destaque

Colunistas

Menu