Destaques

ads slot

Organização vai levar 2.500 voluntários para ruas de Curitiba




Voluntários do TETO vão denunciar a realidade de pobreza que existe no país



Nos dias 13, 14 e 15 de abril, acontece a COLETA: o maior evento de voluntariado da organização social TETO Brasil. Nesses 3 dias, a organização pretende levar 2.500 voluntários para ruas de Curitiba para denunciar a realidade vivida diariamente por 11 milhões de pessoas nas favelas do Brasil e arrecadar recursos para financiar projetos de moradia e infraestrutura nas comunidades onde a organização atua no Estado do Paraná. Além de Curitiba, a ação será realizada simultaneamente nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador (BA), Belo Horizonte, Campinas (SP), Santo André (SP), Santos (SP), Bauru (SP), Taubaté (SP), Niterói (RJ), Duque de Caxias (RJ) e Feira de Santana (BA).



Há mais de 10 anos no Brasil, TETO atua para garantir o direito à moradia nas favelas mais precárias e invisíveis do país, através de programas sociais que geram soluções concretas de melhorias das condições de moradia e habitat. “Nos últimos anos tivemos um aumento do déficit habitacional e de pessoas indo morar em favelas, ao mesmo tempo que temos percebido cortes significativos nas políticas públicas de habitação que tendem a agravar ainda mais esta situação de calamidade pública. Queremos mobilizar o maior número de pessoas, que indignadas com estas condições, possam ir para as ruas denunciar e arrecadar recursos para colocar soluções concretas em prática”, comenta Bruno Dias, gestor executivo do TETO Brasil.



Atuando no Estado do Paraná desde 2015, o TETO conta com equipes fixas em seis comunidades: Caximba, Parolin, Portelinha, Vila Nova (Colombo), Favorita (Araucária) e Jardim Independência (São José dos Pinhais). No total, já foram construídas 218 casas. Além disso, a organização já realizou mais de 2 mil enquetes socioeconômicas e mobilizou mais de 3 mil voluntários. Para a COLETA 2018, que será realizada nas ruas dos bairros Portão, Água Verde, Centro, Centro Cívico, Batel e Bigorrilho. A expectativa é que sejam arrecadados mais de R$ 100 mil reais.



Sobre o TETO:


TETO é uma organização internacional que busca superar a situação de pobreza em que vivem milhões de pessoas nas favelas mais precárias, por meio do engajamento comunitário e mobilização de jovens voluntários. Com a implementação de um modelo de intervenção focado no trabalho lado a lado com moradores de comunidades, o TETO conta com soluções de moradia e projetos de melhoria do entorno da comunidade, como a construção de casas emergenciais, associações comunitárias, reforma de acessos, projetos de pavimentação, além do fortalecimento de lideranças comunitárias e oficinas de direito. O TETO é associado à organização internacional TECHO, presente em 19 países da América Latina. Há mais de 10 anos no Brasil, a organização já trabalhou em mais de 120 comunidades, construiu mais 3.400 casas emergenciais, desenvolveu 30 projetos comunitários e mobilizou mais de 45 mil voluntários. Mais informações no site www.techo.org/paises/brasil.

Empreendedorismo - por Rodrigo Okener

Empreendedorismo - por Rodrigo Okener


Especial


Colunistas

Menu