Destaques

ads slot

DEDICA realiza evento para debater e ampliar projeto de apoio a crianças e adolescentes vítimas de violência

]


Pedro de Paula Filho, presidente dos Amigos do HC, Tarcila Santos Teixeira, promotora da Vara de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos, dra. Luci Pfeiffer, coordenadora do DEDICA, e Allan Barbosa, presidente do Cedca (Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente), participaram do evento na sede do DEDICA. Crédito da foto: Maria Luiza de Paula/Amigos do HC

Nesta sexta-feira (dia 18), data em que se celebra o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o DEDICA - Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente-PR, programa da Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas, realizou em sua sede uma reunião que debateu com todos os responsáveis pelo Acordo de Cooperação o que foi realizado em 18 meses de desenvolvimento de suas atividades. O acordo tem por objetivo a conjunção de esforços entre as partes para o desenvolvimento de ações de apoio técnico-operacional e atuação articulada para os pacientes atendidos pelo Programa DEDICA.

A coordenadora do DEDICA, a médica pediatra Luci Pfeiffer, ressaltou que, em 2017, o programa atendeu 340 pessoas - 173 crianças e adolescentes e 167 adultos - encaminhadas principalmente pelo Hospital de Clínicas, Conselhos Tutelares, Delegacias e Varas de Proteção e de Crimes contra a Infância e Juventude. Os atendimentos aos pacientes incluem consultas médicas e psicológicas, aulas, palestras, discussões técnicas, orientações, audiências, entre outras atividades.

Segundo o presidente dos Amigos do HC, Pedro de Paula Filho, é extremamente importante a prestação de contas das atividades do programa DEDICA, tanto para os responsáveis pelo Acordo de Cooperação como para a própria sociedade. “O volume de atendimentos é cada vez maior, as necessidade são maiores. Temos que cada vez mais fortalecer esse programa e só vamos conseguir isso se demonstrarmos efetivamente e de forma transparente o que ele vem fazendo de bom”, afirmou.

Na reunião, ele lembrou que os atendimentos feitos no DEDICA são completamente gratuitos e que os Amigos do HC estão sempre buscando novos apoios financeiros para o projeto. “Até o momento, o programa foi realizado com recursos oriundos do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), por meio do Fundo Estadual da Criança e do Adolescente, repassados em 2016 e que deverão ser utilizados em sua totalidade até agosto deste ano”, destacou.

“Esperamos que os nossos parceiros também ajudem a levantar mais recursos para realizarmos um trabalho ainda melhor e até a ampliação do DEDICA. Devemos unir esforços para obter esse financiamento para o programa. Nós temos uma obrigação para com as crianças e adolescentes vítimas de violência, que têm o direito de voltar a sonhar. É nossa responsabilidade fazer isso acontecer e devemos fazer isso juntos”, completou.

Representantes de diversas instituições públicas participaram da reunião, entre eles a desembargadora Lídia Maejima, 2ª vice-presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, Tarcila Santos Teixeira, promotora da Vara de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos, e representantes dos órgãos participantes do Acordo de Cooperação dos governos municipais, estaduais e federais - as Secretarias de Estado da Educação, da Família e Desenvolvimento Social, da Segurança Pública e Administração Penitenciária e Da Saúde, o Ministério Público do Estado do Paraná, o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, a Universidade Federal do Paraná, o Complexo Hospital de Clínicas do Paraná, a Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas, e a Prefeitura Municipal de Curitiba, através da Fundação de Ação Social e Secretarias Municipais de Educação e Saúde.


Instagram @curitibaemdestaque


Curitiba em Destaque

Colunistas

Menu