Destaques

ads slot

Han Solo: Uma História Star Wars decepciona com aventura sem inspiração - Filmes, por Rudney Flores

Filme de Ron Howard apresenta as primeiras aventuras da dupla Han Solo e Chewbacca.
Crédito da foto: Jonathan Olley/Lucasfilm Ltd.

A compra da Lucas Films pela Disney, em 2012, resultou no retorno da franquia Star Wars aos cinemas. Além de uma nova trilogia que resgatou personagens amados pelos fãs – Luke Skywalker, Princesa Leia e Han Solo –, a companhia do criador do Mickey também anunciou que faria filmes com histórias diferentes do universo criado por George Lucas e também contaria as origens de alguns personagens, tudo apresentado sob o selo Uma História Star Wars.

Após o sucesso do ótimo Rogue One (2016), a expectativa era muito grande para a próxima aventura do selo, focada na formação da figura mais carismática da franquia. Mas Han Solo: Uma História Star Wars, principal estreia da semana nos cinemas brasileiros, acaba decepcionando e muito o espectador, envolvido em diversos problemas de produção.

O filme foi iniciado com a direção de Phil Lord e Christopher Miller (dupla responsável pela animação de grande sucesso Uma Aventura Lego), mas o material realizado não agradou o comando da Lucas Films, que demitiu os cineastas e convocou para seu lugar Ron Howard – vencedor do Oscar de melhor diretor por Uma Mente Brilhante e responsável por ótimos filmes como Rush – No Limite da EmoçãoFrost/Nixon e O Jornal, uns dos diretores mais respeitados da indústria hollywoodiana, muitas vezes chamado para “apagar incêndios”, como parece ter acontecido em Han Solo.

Especula-se que Howard teria refeito praticamente todo o filme e, nesse caso, também não se sabe quais teriam sido as alterações realizadas no roteiro escrito por Lawrence Kasdan – responsável pelo texto de três filmes da saga Star WarsO Império Contra-AtacaO Retorno de Jedi e O Despertar da Força – e seu filho Jonathan Kasdan. E o resultado final na tela dessa confusão toda não é dos melhores. Apesar de realizado com a tradicional competência do diretor, a produção não empolga em nenhum momento.

A história apresenta um jovem Han Solo (Alden Ehrenreich, de Ave, César!), que tenta fugir de seu planeta natal com a namorada Qi'ra (Emilia Clarke, sucesso mundial com a Daenerys da série Game of Thrones). Eles acabam se separando e Solo se une ao exército do Império para realizar seu desejo de ser o melhor piloto de naves. As coisas não dão certo novamente e ele se envolve com o grupo do mercenário Beckett (Woody Harrelson, de O Povo Contra Larry Flint). Na jornada, conhece o futuro inseparável parceiro Chewbacca (Joonas Suotamo, que já interpreta o personagens na nova trilogia Star Wars) e o esperto Lando Calrissian (Donald Glover, que chama atenção este ano como o rapper Childish Gambino e seu videoclipe This Is America), dono original da mítica nave Millenium Falcon, com a qual Solo e Chewbaca e todos os fãs da série irão viver incríveis aventuras.

E a sensação de aventura é exatamente o que falta a Han Solo: Uma História Star Wars. Momentos-chave da história – o primeiro encontro de Solo e Chewie, a primeira aparição de Lando e da Millenium Falcon – são representados de maneira pouco inspirada. As situações engraçadas envolvendo Solo e Chewie também não funcionam. E falta muito carisma a Ehrenreich, que foi colocado em uma enrascada insolúvel, pois é praticamente impossível reviver um personagem que foi imortalizado por um dos atores mais icônicos do cinema – Harrison Ford, intérprete de três personagens inesquecíveis das telas – além de Han Solo, é o Deckard de Blade Runner e o Indiana Jones. Era muito difícil dar certo e não deu.

As próximas Histórias Star Wars anunciadas são das origens do mercenário Boba Fett e também do jedi Obi-Wan Kenobi, filme que poderá trazer Ewan McGregor novamente para interpretar outro mítico personagem da franquia. Cotação: Regular.

Trailer de Han Solo: Uma História Star Wars:



Simplesmente Tully

Em 2007, um divertido filme sobre uma jovem grávida chamou a atenção para o cinema realizado pelo então novato diretor Jason Reitman: Juno, uma pérola do cinema independente americano, que também revelou o talento da roteirista Diablo Cody, vencedora do Oscar de melhor roteiro pela produção.

Reitman, dos também ótimos Obrigado por Fumar (2005) e Amor Sem Escalas (2009), retoma a parceria com Cody em Tully, filme que estreia esta semana em Curitiba no Espaço Itaú e no Cineplex Batel. A maternidade também é tema da nova produção, estrelada por Charlize Theron (Oscar de melhor atriz por Monster – Desejo Assassino).

A atriz sul-africana interpreta Marlo, que tem uma atribulada vida doméstica com o cuidados dos três filhos, um deles recém-nascido. Tudo muda com a chegada da babá Tully (Mackenzie Davis, de Blade Runner 2049), que surpreende a protagonista e sua família.

Trailer de Tully:



Conexão Brasil-Portugal

A programação da semana em Curitiba destaca duas coproduções luso-brasileiras. Dirigida pela competente diretora brasileira Lúcia Murat (Quase Dois Irmãos), Praça Paris, em cartaz apenas no Espaço Itaú, é um thriller centrado no envolvimento da terapeuta Camila (Joana de Verona, nascida no Maranhão, mas criada desde cedo em Portugal) e sua paciente Glória (Grace Passô, uma das principais atrizes e dramaturgas do teatro brasileiro atual).

A tensão da história aumenta com a presença de Jonas (Alex Brasil), perigoso bandido e irmão de Glória, e pela fascinação cada vez mais ameaçadora da paciente em relação à terapeuta. O filme ganhou os troféus de melhor direção e atriz (para Grace Passô) do Festival do Rio 2017.

Trailer de Praça Paris:



O diretor português Leonel Vieira (A Selva) apresenta a comédia Alguém Como Eu, estrelada pelos atores globais Paolla Oliveira e Ricardo Pereira. Ela é Helena e ele Alex, que se apaixonam e rapidamente vão morar juntos. Com o tempo, as diferenças entre eles vão aumentando, a ponto de Helena desejar que Alex fosse mais parecido com ela. Desejo atendido, ela passa a ver no parceiro a figura de uma mulher (a portuguesa Sara Prata), o que vai deixar a vida do casal ainda mais atribulada. A produção estreia em Curitiba no Cinemark Muller, no Cinépolis Pátio Batel e nos cinemas da rede UCI.

Trailer de Alguém Como Eu:



Nacionais

Novos filmes nacionais também são destaque na programação da semana na capital paranaense. Em Antes Que Eu me Esqueça, estreia do diretor Tiago Aeakilian em longa-metragem, José de Abreu (Bela Noite para Voar) vive Polidoro, um juiz aposentado de 80 anos que decide comprar uma boate de striptease no bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro.

A aquisição acontece em meio a um processo de interdição que a filha Bia (Leticia Isnard) move contra o juiz, que também não tem uma boa relação com o filho Paulo (Danton Mello, da franquia de comédias Vai Que Dá Certo). A boate poderá ser um meio de aproximar pai e filho. O filme chega na cidade no UCI Estação, Espaço Itaú e Cinépolis Pátio Batel.

Trailer de Antes Que Eu me Esqueça:



Figura controversa dos anos 1960, 1970 e 1980, o jornalista Tarso de Castro tem sua trajetória registrada no documentário A Vida Extra-Ordinária de Tarso de Castro, do diretor Zeca Brito, que estreia na Cinemateca de Curitiba.

Intelectual que se opôs à ditadura brasileira, ele também foi um dos fundadores do cultuado jornal O Pasquim, e é pai do ator João Vicente de Castro, que faz sucesso atualmente com o grupo de humor Porta dos Fundos. No filme, diversas personalidades comentam a influência e a importância de Tarso de Castro para a cultura do Brasil.

Trailer de A Vida Extra-Ordinária de Tarso de Castro:



Baseada na peça teatral homônima de Maria Adelaide Amaral, Querida Mamãe, do diretor Jeremias Moreira (de O Menino da Porteira), apresenta a história de conflitos entre a personagem Helô (Letícia Sabatella, de Não Por Acaso) e sua mãe Ruth (Selma Egrei, de Hoje Eu Quero Voltar Sozinho).

Helô tem uma vida infeliz com o marido Sérgio (Marat Descartes, de Trabalhar Cansa) e se envolve em um romance homossexual que vai abalar ainda mais a relação com sua mãe. O filme estreia no Cine Guarani.

Trailer de Querida Mamãe:


__



Instagram @curitibaemdestaque


Curitiba em Destaque

Colunistas

Menu