Destaques

ads slot

Amigos do HC recebe recursos da Arquidiocese de Curitiba


O Dedica - Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente, programa da Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas, recebeu nesta quinta-feira (dia 1º) um importante aporte de recursos da Arquidiocese de Curitiba, por meio do Fundo Diocesano de Solidariedade da instituição religiosa.

“Esta é mais uma valiosa contribuição para o Dedica. A verba será destinada à aquisição de livros e materiais pedagógicos que serão utilizados pelos psicólogos e psiquiatras que atendem no projeto, auxiliando no tratamento das crianças e adolescentes atendidos. A Arquidiocese de Curitiba foi muito feliz nessa iniciativa de apoio e só temos a agradecer por sermos agraciados com esses recursos”, destacou o presidente dos Amigos do HC, Pedro de Paula Filho, durante a cerimônia de assinatura dos repasses do fundo, realizada na Arquidiocese.

O Dedica foi contemplado juntamente com outros 26 projetos sociais de entidades e instituições atuantes em Curitiba. Os recursos do Fundo Diocesano de Solidariedade foram arrecadados através de doações recebidas pela Arquidiocese no Domingo de Ramos (primeiro domingo antes da Páscoa). “Este ano, tivemos um aumento nas doações, o que permitiu apoiar mais entidades. Seguindo o tema da Campanha da Fraternidade de 2018, foram selecionados projetos que têm mais proximidade com a questão do combate à violência e também aqueles que têm se mantido contínuos, para melhorar sua estrutura”, lembrou o bispo Dom Francisco Cota de Oliveira.

“Que esses incentivos e solidariedade sejam a expressão da colaboração de muitos, pois hoje as necessidades são cada vez maiores e os recursos muito escassos para muitas pessoas. A comunidade da Arquidiocese respondeu de forma muito positiva à Campanha da Fraternidade, pois vê nela o verdadeiro apoio para quem precisa de compaixão”, confirmou o arcebispo de Curitiba, Dom José Antônio Peruzzo.

O projeto Dedica atende, em sua sede no bairro Alto da Glória, crianças e jovens de Curitiba, Região Metropolitana e também de outros estados que são vítimas de violência grave e gravíssima, tanto física, como psíquica, sexual e casos de negligência. O programa inclui o tratamento dos responsáveis e agressores e dos encaminhamentos para medidas legais e de proteção, além de manter um programa de educação continuada para o enfrentamento da violência para profissionais que atuam com crianças e adolescentes das mais diversas áreas.

Legenda da Foto: Pedro de Paula Filho (à dir.), presidente dos Amigos do HC, recebe placa referente ao apoio da Arquidiocese de Curitiba ao projeto Dedica.

Crédito da foto: Bárbara Franco/Divulgação Amigos do HC

Instagram @curitibaemdestaque


Curitiba em Destaque

Colunistas

Menu