Destaques

ads slot

Com 62% de brasileiros nas redes sociais, profissional de Marketing Digital tem destaque no mercado de trabalho


No Brasil, cerca de 130 milhões de pessoas tem contas em mídias sociais. Com maior acesso às marcas, empresas passam a investir cada vez mais na contratação de profissional especializado na comunicação digital

Há dez anos, um cliente insatisfeito contava para até 11 pessoas sobre uma má experiência vivenciada com uma marca. O impacto era considerado grave e poderia colocar em risco o faturamento mensal de uma empresa. Mas esse cenário mudou. Com a alta penetração da população nas redes sociais, hoje um cliente insatisfeito tem condições de mobilizar centenas de milhares de pessoas para muito além do território geográfico da marca de maneira negativa. No Brasil, são mais de 130 milhões de internautas com potencial para interagir diariamente com marcas e outros consumidores no ambiente digital.
O grande desafio das organizações, agora, é compreender como tornar positiva a experiência deste novo consumidor em canais de grande exposição e que demandam alta velocidade na resolução de problemas. Para Achiles Ferreira, coordenador do primeiro curso de graduação em Marketing Digital do Brasil, oferecido pelo Centro Universitário Internacional Uninter, já há uma transformação acontecendo no mercado de trabalho: as marcas estão à procura de profissionais altamente especializados em interações digitais. “Esse profissional precisa de formação sólida para concentrar esforços no relacionamento com clientes no ambiente virtual para garantir o crescimento do negócio”.
É interessante notar, avalia Achiles, que a exigência por um novo perfil profissional, com expertise direcionada ao Marketing Digital, vem de uma mudança no comportamento do consumidor que tem impactado a forma com que as marcas fazem comunicação. “A interação constante do consumidor trouxe desafios que o mercado não estava preparado para lidar. Um único comentário negativo pode gerar uma crise com crescimento exponencial em menos de 24 horas”, explica.
Apesar de as marcas já estarem cientes desse novo poder dos consumidores, muitas empresas ainda não têm uma equipe preparada para gerenciar relacionamento por meio do ambiente digital. De acordo com pesquisa realizada em 2017 pela agência Ad-Rank, 44% dos negócios pesquisados não têm definido um plano de ação em mídias digitais. Além disso, 33% ainda estão em processo de implementação. “É recomendável que as empresas direcionem seu olhar de forma mais eficiente ao mundo digital”, acredita Achiles.
Marketing Digital: Mercado de trabalho promissor
Felipe Ferreira di Benedetto, 21 anos, começou o curso de Marketing Digital no Centro Universitário Internacional Uninter no segundo semestre de 2018. Segundo di Benedetto, a escolha foi influenciada pela sua experiência e habilidade em lidar com as ferramentas de redes sociais. “Já trabalhei com criação de conteúdos para Facebook e decidi investir na área”, conta. A expectativa, avalia o estudante, é que a graduação o ajude a se destacar no mercado de trabalho. “É uma área que não para de trazer novidades tecnológicas. A cada página de conteúdo criada, surge uma demanda por um profissional capacitado para mediar o relacionamento com o cliente”, ressalta.
Na Uninter, o curso de Marketing Digital é oferecido na modalidade a distância, com duração de três anos. São disponibilizados conteúdos especializados aos estudantes no ambiente virtual de aprendizagem (AVA), com apoio de tutores para orientação e dúvidas que possam surgir no processo de aprendizagem. “No EAD consigo administrar melhor meu tempo. Estudo onde e quando tenho disponibilidade e estou me adaptando bem”. Além disso, o estudante tem a possibilidade de definir sua grade de estudo adequando às suas expectativas profissionais. “Ainda não defini o perfil profissional, mas acho que vou investir na criação de conteúdo”, completa Felipe.
Graduação com perfil especializado
Segundo Achiles Ferreira, o mercado educacional e de treinamento na área de marketing já está preparada para oferecer uma gama de possibilidades de formações flexíveis em Marketing Digital nas quais o profissional escolhe sua área de atuação de acordo com as necessidades do mercado.
Para estudantes do curso Superior de Tecnologia em Marketing Digital, do Centro Universitário Internacional Uninter, são oferecidas suas possibilidades de formação. “O aluno pode realizar o curso de acordo com uma grade de disciplinas sugerida ou optar pela flexibilidade de aprendizagem e personalização de perfil profissional”, conta Ferreira.
Na primeira opção, os estudantes devem escolher a formação visando a construção de um perfil profissional pré-definido. “Criamos quatro modelos de grade curricular com formação prevista que representam possibilidades reais de trabalho na área de marketing digital”, explica o coordenador. Assim, após completar sua formação, o estudante pode direcionar sua busca profissional de acordo com os cargos oferecidos pelas empresas.
Já na segunda opção, cada aluno do curso tem a opção de montar sua própria grade de disciplinas. “O curso apresenta 12 disciplinas fixas de marketing ao mesmo tempo em que oferece 12 disciplinas eletivas, escolhidas de um rol de 30 disciplinas relacionadas ao mercado de marketing digital”, afirma Achiles. Assim, o estudante fica livre para decidir seu foco profissional. “A Uninter mostra o seu pioneirismo ao criar grades flexíveis, focadas no desenvolvimento profissional. Somos uma instituição que forma para a empregabilidade”, finaliza o coordenador.


Instagram @curitibaemdestaque


Curitiba em Destaque

Colunistas

Menu