Destaques

ads slot

Música instrumental toca o coração de crianças hospitalizadas no Pequeno Príncipe

Apresentação do projeto Ad Cordis com a banda Jelly Roll acontece na segunda-feira (24), às 9h30 


A música instrumental invadiu o Hospital Pequeno Príncipe. Trata-se do projeto Ad Cordis (em latim, do coração) que conta com apresentações mensais de grupos e bandas locais no hospital. “Além de beneficiar o Pequeno Príncipe, o Ad Cordis visa a reflexão dos sons e a importância da música nas nossas vidas”, explica Elza Carneiro, diretora de produção do projeto.
Na segunda-feira (24/09), às 9h30, a apresentação será com a banda Jelly Roll, na Praça do Bibinha, no interior do hospital. Em seguida, os músicos passam em alguns quartos levando alegria e esperança para as crianças que estão internadas ou em tratamento. 
Ao longo de todo o ano, o projeto Ad Cordis - realizado pela CGC-CSA Consultoria e Assessoria e viabilizado pela Lei de Incentivo a Cultura - promove 18 apresentações musicais no interior do Hospital Pequeno Príncipe e de instituições parceiras. O objetivo é mostrar que a música tem um poder universal de tocar as pessoas, democratizar o acesso à música instrumental e tornar o ambiente hospitalar mais acolhedor e humano. 
Data e horário: segunda-feira, 24/09/2018, às 9h30
Local: Hospital Pequeno Príncipe, na Praça do Bibinha - Rua Desembargador Motta, 1070 - Água Verde

Sobre o Hospital Pequeno Príncipe
Beneficiário do projeto Ad Cordis – Música para todos, o Pequeno Príncipe é o maior hospital de alta e média complexidade exclusivamente pediátrico do Brasil. Destina 70% de sua capacidade de atendimento a crianças e adolescentes provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A instituição tem 390 leitos, sendo 62 nas quatro UTIs, oito salas cirúrgicas, cerca de 2 mil colaboradores e 350 médicos. Por ano, realiza em média 314 mil atendimentos ambulatoriais, 19 mil cirurgias e mais de 24 mil internações. Com cuidado humanizado e integral, garante condições para que 17 mil familiares acompanhem pacientes atendidos via SUS durante a internação. 
Sobre o Projeto Ad Cordis
Realizado por meio do Ministério da Cultura com recursos obtidos por meio da Lei de Incentivo a Cultura, o projeto Ad Cordis tem como proponente a CGC-CSA Consultoria e Assessoria. Os patrocinadores são as empresas Sideral Linhas Aéreas, Grupo GPS, Novartis, Caminhos do Paraná, Grupo Electra, Ademilar, Agrícola Horizonte, Accord Farmacêutica, Ciapetro, Horizons,  Cesbe, Nipponflex, Bebidas Nova Geração, Codepe, Tratornew, Nórdica Veículos, Frameport, Ravato, Fagundez Distribuição, Integra, Engepeças, Viposa e Boulos. 

Instagram @curitibaemdestaque


Curitiba em Destaque

Colunistas

Menu