Destaques

ads slot

Romance “O Senhor da Minha História” destaca trama sobre identidade



Você é o protagonista de sua própria história ou vive a reboque de fatos, circunstâncias ou de outras pessoas? Essas são questões enfrentadas pelo protagonista de “O Senhor da Minha História”, primeiro romance do escritor Carlyle Popp, que ganha nova impressão neste mês de setembro pela editora Inverso.

Narrador da trama, o protagonista tem um amigo de infância chamado Salésio, no qual se espelha e possui uma profunda admiração, assim como todos da sua turma. Eles estudaram na mesma escola, mas ainda na adolescência cada um seguiu com sua vida. “É uma história de inveja, de amor. Mas a principal questão é a identidade, da pessoa que quer ser como o outro e não como ela mesma”, destaca Popp.

Curitiba é o cenário principal do livro, com diversas referências a fatos ocorridos na cidade - como a histórica neve de 1975, ou um clássico Atletiba em 1979 - e também a locais como a Catedral, o Bar Stuart, o Canal 4, entre outros. Há também referências a cidades como Paris, Londres, Madri e Montserrat (Espanha).

Popp cita o francês Jean-Paul Sartre com uma de suas principais referências na literatura, assim como o argentino Julio Cortázar. “O personagem central é um pouco existencialista, ele lê Sartre. O Cortázar também é uma influência, assim como a ‘Pornopopeia’, do Reinaldo Moraes, por causa do humor do livro. ‘O Senhor da Minha História’ também tem um certo tom satírico, meio trágico até”, diz.

Nascido em Mafra (SC) e radicado em Curitiba desde 1971, Popp é advogado na área do direito civil, professor, mestre e doutor, além de presidente da Academia Paranaense de Letras Jurídicas. Escreveu vários títulos na área jurídica e, em 2011, passou a se dedicar também à literatura, participando de diversas oficinas. Ele organizou e participou com textos de duas antologias: “Instruções a Cortázar: Homenagem de Cronópios, Famas e Esperanças” (Juruá Editora, 2014) e “Kafka: Uma Metamorfose Inspiradora” (Juruá Editora, 2015). “A minha experiência na ficção tem me ajudado na minha atividade profissional como advogado, pois contribui no desenvolvimento da criatividade. Você acaba vendo as questões por outros ângulos, não tão objetivos”, diz o escritor.

Atualmente, Popp trabalha em dois novos livros: o primeiro, em forma de dicionário, terá como personagem central um perfeito curitibano mal-humorado; o segundo dará continuidade à história do personagem de “O Senhor da Minha História”.

Instagram @curitibaemdestaque


Curitiba em Destaque

Colunistas

Menu