Destaques

ads slot

Mondrí Aeroporto Spazio Contenitore: estilos que se contemplam



O novo polo gastronômico atende a cidade de São José dos Pinhais com gastronomia e arquitetura diferenciadas


O Grupo Mondrí chega a região Metropolitana com o conceito de polo gastronômico inovador. A marca recebeu o nome em homenagem a Piet Mondrian, fundador do Neoplasticismo, que trouxe a geometrização e a síntese da realidade. O empreendimento, inspirado nesses conceitos, proporciona espaços de lazer, entretenimento e gastronomia, ou seja, a experiência do cliente é única. Em um mesmo lugar, é possível encontrar conforto e sofisticação, além de produtos e serviços de alto padrão. O Grupo Mondrí  tem como uma de suas premissas transformar a realidade em algo especial e inesquecível, em que desde funcionários e fornecedores até o cliente final podem usufruir de um lugar impecável, no qual o bem-estar e inovação estão em primeiro lugar.


Para trazer um novo conceito de exclusividade o Grupo Mondrí formou uma sociedade com os empresários da Magius Metalúrgica Industrial criando a nova marca: Mondrí Aeroporto Spazio Contenitore. Dessa forma, a nova parceria de sucesso traz ao polo gastronômico diversidade de operações, projeto arquitetônico diferenciado e entretenimento, juntamente com arte e atendimento personalizado. “O Mondrí Aeroporto Spazio Contenitore mostra que a união de uma boa gastronomia com outros elementos que proporcionam lazer são essenciais. Construímos um espaço para todos os gostos e idades, para que nossos clientes aproveitem o máximo o tempo com qualidade e alegria”, revela a empresária Daniele Cardoso.


Unidade Mondrí Aeroporto Spazio Contenitore (São José dos Pinhais)

A Unidade de São José dos Pinhais – localizada na Avenida Rui Barbosa, 5.813, ao lado da Faculdade das Indústrias e do Muffato Max Atacadista, a 880 metros do Aeroporto Internacional Afonso Pena – conta com um terreno de 52,5 mil m², dos quais 6.500m² serão destinados ao Mondrí. O empreendimento foi inaugurado dia 22 de novembro conquistando o coração da região.
As operações são feitas em contêineres e o Grupo reuniu a consciência ambiental com a capacidade de criar espaços incríveis por meio de encaixes de estruturas metálicas. O uso de contêineres na arquitetura é uma técnica contemporânea e impressiona pela sua capacidade de adaptação. “Investimos em cada detalhe para que todos possam usufruir da melhor estrutura com muito conforto. Cada unidade do Mondrí receberá um investimento entre R$ 2,8 milhões e R$ 7 milhões”, explica a empresária Daniele.

O Mondrí Aeroporto Spazio Contenitore apresenta 34 operações gastronômicas, em uma área coberta de 625 m² e também em uma ampla área aberta. Dentro da área coberta, há um mezanino com quatro operações suspensas, e o restante das operações fica distribuído entre o mezanino aberto e o piso inferior. “O Mondrí Aeroporto é um objeto de desejo. Ele foi capaz de trazer ideias inovadoras, ambientes exclusivos e diferenciados”, comenta. Dentro dos 6.500 m², estão: playground, espaço para eventos, espaço pet, espaço para ciclistas, vagão personalizado e muito mais.

Com foco nas famílias, o espaço kids é inovador e atrativo, com área para contação de histórias e shows exclusivos para o publico infantil, além de um playground na área do bosque e o banheiro família. O Espaço Kids ganha destaque com a assinatura da arquiteta Danielle Bragagnolo, que fez um projeto incluindo circuito de brincadeiras, árvore que tem um escorregador por dentro e também uma casinha com fogão e cozinha. “Busquei trazer algo diferente, para que a criança seja estimulada de várias formas, recebendo estímulos sensoriais e motores. O circuito ajuda no equilíbrio, estimula o movimento e o desenvolvimento da psicomotricidade. Crianças de até 6 anos podem explorar todo o ambiente”, explica a arquiteta.

Outro diferencial é um vagão totalmente decorado, feito em madeira maciça, projeto do senhor Carlos Augusto – ex-ferroviário que tem em seu currículo o vagão exposto no Shopping Estação de Curitiba e outros mais –, localizado em dormentes e trilhos ferroviários originais e que por dentro apresenta restaurante com capacidade para 50 pessoas sentadas. “Nada melhor do que ter um momento especial de lazer com a sensação de passear de trem, apreciando uma bela vista com comidas diferenciadas”, diz a empresária.

O empreendimento tem capacidade total para 600 pessoas sentadas e um público mensal estimado em 60.000 pessoas. O valor do ticket médio é 25 a 40 reais. “É uma grande oportunidade para o desenvolvimento regional, tanto para os empresários como também para os moradores. Contamos com a parceria da Prefeitura de São José dos Pinhais, que apoiou a iniciativa e colabora para que nosso negócio seja um sucesso. O empreendimento gerou cerca de 2.050 vagas de empregos diretos e indiretos na região”, enfatiza Daniele.
Crédito Fotos: Cintya Hein

Instagram @curitibaemdestaque


Curitiba em Destaque

Colunistas

Menu