Destaques

ads slot

Fio Silhouette: tratamento promissor reduz os sinais do envelhecimento



Procedimento é seguro e eficaz para reduzir a flacidez do rosto e do pescoço, além de estimular a produção de colágeno
Dra Karla Assed


            Ao longo dos anos, os tecidos do rosto vão perdendo volume e elasticidade devido à ação da gravidade e da perda de colágeno. Para corrigir marcas provocadas pelo envelhecimento, flacidez na face e melhorar rugas e vincos, o Fio Silhouette, também conhecido como fio de sustentação, é uma boa opção. Além de promover um lifting imediato no rosto e no pescoço, sua tecnologia oferece características únicas em tratamento para rejuvenescimento facial e é pouco invasivo, com baixo tempo de recuperação e não deixa cicatrizes. 

            De acordo com a Dra. Karla Assed, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, American Academy of Dermatology, Sociedade Brasileira de Laser, International Academy of Cosmetic Dermatology - com clínica no Rio de Janeiro e em Curitiba -  o procedimento é seguro, sem riscos e realizado em consultório, com anestesia local. “Para realizar o tratamento, primeiro é feita uma avaliação do paciente, para excluir qualquer contraindicação. Após a análise clínica, e se estiver tudo de acordo, é realizado o procedimento, que dura em torno de 40 minutos”, explica. 

            O Fio Silhouette é incolor e conta com micro cones, composto por ácido polilático (PLA), que é absorvido pelo organismo e estimula a produção de colágeno, proteína fundamental para a sustentação e saúde da pele e articulações, melhorando a textura e firmeza da pele. O procedimento é realizado com pequenos furos em pontos estratégicos do rosto, com uma agulha fina. Após a aplicação do fio, embaixo da pele, o ácido começa a agir nas camadas mais profundas e devolve gradativamente o contorno do rosto e do pescoço, definindo a mandíbula e maçãs do rosto, diminuindo a papada e suavizando sulcos indesejados, como, por exemplo, o bigode chinês. “Os cones funcionam como âncoras, não deixando que a pele volte a posição inicial. O fio pode durar até 24 meses e um dos efeitos colaterais, após o procedimento, é o paciente sentir o fio sob a pele, mas é por poucos dias, pois o corpo absorve e desaparece”, completa a especialista. 

            Criado nos Estados Unidos em 2006, o Fio Silhouette chegou ao Brasil em 2013 com a aprovação da ANVISA. O tratamento é indicado para homens e mulheres, a partir de 30 anos. A principal diferença desta técnica para demais procedimentos, como Fio Russo, Fio Búlgaro e Fio de Ouro é, que devido a produção de colágeno, seu efeito é preservado por mais tempo. O tratamento pode ser feito isolado ou associado a toxina botulínica, preenchedores ou peelings para melhores resultados. 

Clínica Karla Assed Curitiba
Opus One Ecoville - Rua Deputado Heitor Alencar Furtado, 3350 - 5º andar
(41) 3501-5001 | 98511-8888
@clinicakarlaassedcuritiba

Instagram @curitibaemdestaque


Curitiba em Destaque

Colunistas

Menu