Destaques

ads slot

Gestores do Terceiro Setor contam com oportunidade de formação superior


Novo curso da Uninter aposta na capacitação de gestores para otimizar o trabalho de organizações sem fins lucrativos

Cerca de 3 milhões de pessoas são empregadas formalmente empregadas por 820 mil organizações da sociedade civil ativas no Brasil, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea, 2015). Contudo, 66% desses funcionários não têm ensino superior completo. Com o objetivo de capacitar os profissionais do Terceiro Setor para que contribuam cada vez mais com questões socioambientais brasileiras, o Centro Universitário Internacional Uninter lança o curso de Gestão de Organizações do Terceiro Setor.
“A gestão passou a fazer parte nas organizações sem fins lucrativos, tornando suas ações mais efetivas e auxiliando-as a alcançar seus propósitos. Uma boa gestão melhora os processos, amplia e aumenta a qualidade dos serviços”, diz Denise Erthal de Almeida, professora e coordenadora do novo curso.
A graduação é ofertada em todo o País, na modalidade a distância, com duração de dois anos. Os estudantes receberão conhecimentos teóricos e práticos sobre a gestão de organizações do Terceiro Setor.
Para isso, contam com videoaulas de mestres e doutores atuantes no mercado de trabalho, que são disponibilizadas pelo Ambiente Virtual de Aprendizado. Também recebem material didático completo, podem interagir com professores e colegas on-line e contam com a estrutura do polo de apoio presencial da Uninter mais próximo de sua casa.
Ao final, o profissional será capaz de atuar no gerenciamento administrativo, financeiro e contábil, de recursos humanos e de marketing, além do planejamento e avaliação de projetos socioambientais. E, principalmente, poderá exercer cargos de desenvolvimento estratégico no Terceiro Setor.
As inscrições vão até o dia 6 de março nos polos de apoio presencial da Uninter espalhados por todo o País ou pelo site www.uninter.com. As aulas iniciam dia 25 de fevereiro.
O que é o Terceiro Setor
Para organização didática, a sociedade é dividida em três setores. O primeiro é o Estado, que administra e gere os serviços públicos ofertados à população. Já o segundo é composto pela iniciativa privada, que objetiva sempre o lucro e o bom desempenho mercadológico. O Terceiro Setor é, portanto, uma alternativa e uma mistura de ambos.
As organizações do Terceiro Setor surgem na iniciativa privada, pois são fundadas pela sociedade civil – e não pelo governo. Porém, lidam com questões públicas e sociais, além de não terem fins lucrativos.
As Organizações Não Governamentais (ONGs) são as entidades do Terceiro Setor mais conhecidas pela sociedade. São associações ou fundações que lutam por causas sociais. Atualmente, a terminologia Organização da Sociedade Civil (OSC) também está se popularizando como forma de desvincular a atuação dessas entidades do governo.
“Assim como o governo e as empresas, as entidades do terceiro setor possuem registro e prestam contas de suas atividades e movimentações financeiras. Elas se sustentam majoritariamente por doações voluntárias ou por mensalidades de associados, mas também podem acessar recursos públicos mediante algumas regras”, esclarece Denise.
A professora ressalta que essas organizações ganharam mais relevância na década de 1990, com a ascensão do neoliberalismo e a crise do Estado de Bem-Estar Social. “O Estado reduziu suas funções e a sociedade civil passou a se organizar para buscar alternativas e soluções para questões socioambientais”, explica.


Serviço – Curso de Gestão das Organizações do Terceiro Setor
Período de inscrições: até 6 de março de 2019.
Início das aulas: 25 de fevereiro de 2019.
Modalidade a distância.
Para mais informações, dirija-se ao polo de apoio presencial da Uninter mais próximo de sua casa ou acesse: www.uninter.com/graduacao-ead/gestao-de-organizacoes-do-terceiro-setor

Instagram @curitibaemdestaque

Novidades


Curitiba em Destaque


Menu