Destaques

ads slot

Lancheira saudável: volta às aulas é período de ficar atento ao lanche dos filhos


Estudos recentes comprovam a importância de comer bem na felicidade das crianças; lancheira com frutas secas e oleaginosas é opção simples e prática para o dia a dia

É difícil conhecer algum pai que, em meio a uma rotina atarefada, nunca descuidou da lancheira dos filhos. Seja por desconhecimento ou um cotidiano acelerado, às vezes os pequenos acabam excedendo em uma alimentação com açúcar demais, como bolachas, sucos industrializados, salgados e, não raro, frituras. Durante o período de volta às aulas – que já começa em fevereiro – essa bagunça pode até se intensificar pela correria em adquirir materiais escolares e adaptação a essa nova rotina.
Estimular o consumo de alimentos que ofereçam benefícios à saúde, mesmo longe de casa, faz com que a criança crie o hábito de ter uma nutrição balanceada e diversificada. Há alimentos que são recomendados para consumo diário e são naturais, como é o caso das frutas secas: boa alternativa para mantê-las em nossa rotina alimentar, não precisam ser higienizadas ou descascadas, além de estarem disponíveis o ano todo. Damasco, castanha-do-pará, tâmaras, amêndoa e uva passa são excelentes para um consumo diário regrado.
Esses produtos, inclusive, estão disponíveis no mercado por meio de marcas como a La Violetera, que através de um criterioso processo de curadoria seleciona os melhores fornecedores do mundo para venda no Brasil. “Trata-se de estar em sintonia com um mercado que constantemente sofre mudanças. Cada vez mais, os pais estão preocupados com uma alimentação mais saudável das crianças”, avalia Félix Boeing Jr., CEO da La Violetera.
A felicidade das crianças, inclusive, está atrelada à alimentação: um estudo, realizado em 2018 na Universidade de Gotemburgo, na Suécia, analisou dados de 7 mil crianças europeias, entre 2 e 9 anos de idade, para descobrir uma conexão entre alimentação e bem-estar psicológico.
Acostumadas ao fast food, os pequenos passaram por uma transformação no cotidiano de alimentação. Após dois anos, as mesmas crianças foram entrevistadas e os pesquisadores descobriram que as crianças que mantiveram uma alimentação saudável no período demonstraram ter um índice de felicidade maior que as que não se adaptaram.
São dados que reforçam a importância de uma boa alimentação nessa fase:  frutas secas são ricas em fibras, vitaminas e minerais que podem ser aliados à proteína, que auxilia na concentração e desempenho escolar, presente no iogurte ou leite. No caso das frutas secas, uma ingestão diária de até 35g de um mix de amêndoas, castanha-do-pará e uva passa, entre outros, é suficiente para a saciedade no período da manhã ou tarde.

Instagram @curitibaemdestaque

Novidades

Visualizações do portal no mês passado


Curitiba em Destaque


Menu