Destaques

ads slot

Transporte de pessoas e cargas em túneis a vácuo mobilizou a atenção no Smart City 2019. - Coluna HS - ARQUITETURA EM DESTAQUE

Realizada nos dias 21 e 22 de março de 2019, o Smart City Expo Curitiba 2019, a segunda edição brasileira do maior evento mundial sobre cidades inteligentes, reuniu quase 7 mil participantes, representantes de 319 cidades brasileiras e de 40 países.


Houve um aumento de 30% de expositores e parceiros em relação à primeira edição, realizada em 2018. O número de participantes também cresceu: foram 25% a mais do que no ano passado. Outro fato relevante desta edição foi a participação expressiva de prefeituras, representadas por prefeitos e comitivas enviadas de 85 cidades.




SMART CITY EXPO CURITIBA 2019

Considerada a maior empresa construída sobre um ecossistema de negócios colaborativos, com profissionais de 42 nacionalidades e 50 empresas, a HTT foi pioneira no desenvolvimento do Hyperloop, meio de transporte "sem bilhete, sem atrito e sustentável" que leva o conforto e a velocidade de um avião para o transporte terrestre de passageiros e cargas.
O destaque no 2° dia de palestras ficou por conta de Bibop Gresta, cofundador e presidente da Hyperloop Transportation Technologies (HTT). Com uso de campos eletromagnéticos, suas cápsulas levitam em um movimento cinético de baixo consumo de energia.

Combinando tecnologias já existentes e desenvolvendo outras, a HTT torna possível um transporte eficiente, rentável, com design adaptável a cada tipo de pista, e que utiliza excedente energético em placas fotovoltáicas. "Nosso modelo tem as pessoas no centro de tudo, foi projetado para elas. Cada cápsula percorre um tubo despressurizado, sem a resistência do ar, com 30 metros de comprimento, 2,7 metros de diâmetro e 20 toneladas. Cada cápsula pode levar até 40 passageiros com conforto, em embarques a cada dois minutos, totalizando 60 mil pessoas por dia".



CÁPSULA DE PASSAGEIROS

Feita na Espanha, a primeira cápsula revolucionou a indústria com uma nova fibra de carbono, o vibranium. "O Hyperloop é de construção rápida, mais barato por ser de superfície, ao lado ou acima de rodovias em estruturas que já existem. Os investimentos são recuperados num prazo de 8 a 11 anos, sem a necessidade de subsídios governamentais. E com tecnologia de biometria e dados via blockchain que eliminam a necessidade de bilhetes: é o chamado passageiro nu".
Para aqueles que acreditam que estas novas tecnologias estão longe de nossa realidade, O Hyperloop da HTT está em construção nos Emirados Árabes, conectando Abu Dhabi e Al Ain (200 km de linha comercial) e em Toulouse, na França, cuja segunda fase está prestes a começar.
No Brasil o primeiro trecho em estudos pelo HTT ligaria as cidades de São Paulo e Campinas, em sintonia com o centro de pesquisa e desenvolvimento da empresa, localizado em Minas Gerais.


ESTUDO DE VIABILIDADE EMIRADOS ÁRABES


Coluna HS - Arquitetura em Destaque.

Coluna assinada pelos arquitetos Ricardo Targa Stramandinoli e Maicon Rodolfo Hamm, da Hamm Stramandinoli Arquitetura
Site: www.hsarq.com.br
Facebook: www.facebook.com/HSarq
Instagram: www.instagram.com/hsarq/

Instagram @curitibaemdestaque

Novidades

Visualizações do portal no mês passado


Curitiba em Destaque


Menu