Destaques

ads slot

Guarde dinheiro mesmo ganhando pouco


Mudança de hábitos e controle de gastos podem ajudar a poupar e tornar sonhos em realidade


 Guardar dinheiro é a meta da maioria das pessoas que têm sonhos a realizar; seja adquirir um aparelho de telefone celular novo, matricular-se em um curso, realizar um intercâmbio ou a compra da tão sonhada casa própria.
“Todos esses planos, sonhos, geram custos; são investimentos que devem ser planejados e, para isso, alguns hábitos precisam ser mudados e outros precisam ser adquiridos, entre eles, estão a disciplina e a educação financeira”, afirma o presidente executivo do IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação, João Eloi Olenike.
Para ajudar o cidadão contribuinte na árdua tarefa de estar com as contas em dia e fazer o famoso “pé de meia”, o IBPT elencou algumas formas de guardar dinheiro, mesmo quando se ganha pouco.
  1. Pague primeiro a si mesmo
O ideal é que, após receber o salário, o cidadão retire dele uma porcentagem para suas economias mês a mês. Quando temos um objetivo, fica mais fácil guardar dinheiro. Além disso, não se pode contar com a sorte e é bom ter uma reserva para aquelas situações inesperadas”, diz Olenike. Ou seja, se você esperar sobrar, nunca vai conseguir guardar dinheiro. O importante é começar, todos os meses, ainda que com pequenas quantias.
  1. Não gaste todo o seu salário no início do mês
Tenha em mente que existem despesas fixas que devem ser pagas em dia para evitar que acumulem juros e se tornem bolas de neve. Portanto, priorize as contas fixas e essenciais para a sua sobrevivência.
  1. Evite parcelamentos
Quanto vale o seu sonho? Se você deseja fazer uma aquisição a longo prazo ou está planejando aquela viagem, aí sim, um parcelamento com valores fixos pode ser uma boa, porém, fuja dos parcelamentos de fatura de cartão de crédito e de itens que são desnecessários e que afastam você cada vez mais dos seus objetivos. Evitar compras parceladas é uma das mais eficazes dicas para quem pretende economizar. O problema é que o parcelamento é tentador, afinal, o que são alguns reais por mês? O problema é que isso mantém as pessoas cada vez mais endividadas com itens que, com o passar do tempo, julgam supérfluos.
  1. Comece com pouco
Diz o velho ditado: “De grão em grão, a galinha enche o papo”. Que tal seguir à risca essa dica? “É uma questão de hábito. Não espere o salário aumentar para começar a guardar dinheiro. É importante que todos os meses o cidadão se comprometa consigo mesmo e faça a sua reserva financeira. Quem não consegue guardar dinheiro ganhando pouco, dificilmente conseguirá guardar quando ganhar muito”, afirma Olenike.
  1. Quem é mesmo o dono de quem?
O dinheiro tem que ser seu amigo e trabalhar a seu favor. Não se torne escravo do dinheiro. Trabalhe para ser recompensado com as contas em dia e a realização dos seus sonhos. Se deixarmos que o dinheiro mande em nossa vida e se não mudarmos nossos hábitos, sempre faltará dinheiro e estaremos cada vez mais longe de alcançarmos nossos objetivos.
  1. Enxugue as compras
Quando for ao mercado, tenha em mãos a famosa lista de compras e fique de olho nos seus gastos. Foque no essencial. Não que você não mereça um agradinho ou outro, mas não exagere, lembre-se que você tem metas de economia e sonhos a realizar. Não troque seus sonhos por itens que podem esperar um pouco mais.
  1. Tenha o controle dos seus gastos na palma da sua mão
Melhor do que saber quanto gastou no supermercado é ter o controle dos seus gastos sem ter que ficar revirando a casa e a bolsa procurando a nota fiscal. “Ninguém lembra exatamente quanto gastou no mercado ou na farmácia, mas é fundamental acompanhar seu perfil consumidor para identificar possíveis torneiras abertas”, afirma Olenike.
E é justamente para isso que o IBPT criou o aplicativo Citizen. “Nosso App funciona como um auxiliar do consumidor em seus hábitos de consumo. Ao cadastrar as notas fiscais de suas compras no aplicativo, o usuário fica sabendo quanto do valor pago foi abocanhado pelos tributos. Após seis meses de uso constante, registrando compras em supermercados, farmácias, lojas, postos de combustíveis e restaurantes, o aplicativo identifica a inflação pessoal do usuário”, conta Olenike.
Disponível nas plataformas Android e iOS, após baixar o aplicativo e fazer o cadastro inicial, o usuário faz a leitura do QR Code da Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica (NFC-e) ou do código de barras do DANFE da NFe (Nota Fiscal Eletrônica) de cada compra, podendo também lançar notas fiscais de meses anteriores. No Citizen é possível controlar os gastos por categoria, data, valor total, estabelecimento onde comprou e pesquisar a evolução do valor unitário de cada bem ou mercadoria.


Sobre o IBPT
O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT atua desde 1992 na área de inteligência tributária ao realizar pesquisas, estudos e análises para gerar conhecimento e esclarecer a população sobre o complexo sistema tributário brasileiro. Ao mesmo tempo, vem transmitindo informações e dando consultoria estratégica sobre carga tributária setorial, implementando sistemas de governança tributária e desenvolvendo ferramentas e métodos a fim de incrementar a lucratividade das empresas. Seus projetos sociotecnológicos tem ampla utilização, como o Impostômetro, De Olho No Imposto, Lupa Nas Compras Públicas E Empresômetro.
Mais informações podem ser obtidas pelo site: http://www.ibpt.org.br ou pelo telefone (41) 2117-7300.

Instagram @curitibaemdestaque

Novidades


Curitiba em Destaque


Menu