Destaques

ads slot

Adélia Woellner lança nova obra na Biblioteca Pública do Paraná


O livro A Montanha dos Encantos faz parte do projeto Recontar e traz encartes com histórias escritas por duas crianças paranaenses, de Jaboti e Quitandinha

A prosadora paranaense Adélia Maria Woellner lança seu próximo livro A Montanha dos Encantos, em conjunto com um encarte que traz narrativas de autoria de duas escritoras mirins. Amanda Vitória Melo de Castro, de 10 anos, da cidade de Jaboti, escreveu A Árvore Encantada, e Gabriele Machado da Cruz, de 8 anos, da cidade de Quitandinha, é autora de Montanha dos Encantos. As duas sagraram-se campeãs do Concurso Literário Recontar a História Cria Novas Aventuras e o prêmio será a publicação dos textos com a obra de Adélia. Os lançamentos acontecem no dia 14 de outubro, na Biblioteca Pública do Paraná (Rua Cândido Lopes, 133, Centro), às 15h.

Ao todo, 3 mil exemplares do livro e do encarte serão distribuídos gratuitamente, de forma estratégica e direcionada. O lançamento da obra faz parte do projeto Recontar, proposto por Adélia Maria Woellner e viabilizado por meio de fomento da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná, através do Profice (Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura), com o patrocínio da Copel (Companhia Paranaense de Energia).

A ideia partiu da produtora cultural Dnize Castro. A primeira etapa do Projeto contou com a realização de 16 edições da oficina literária "Meu jeito de escrever”, em quatro cidades (Quitandinha, Mallet, Piên e Jaboti), no último mês de junho. Na ocasião, Adélia apresentou suas obras para crianças de 9 a 14 anos da rede pública de ensino e contou sobre o processo de criação literária. O intuito foi estimular o público a buscar o prazer da leitura e a criar o gosto pela expressão escrita. “Nossa intenção foi fazer com que as crianças trouxessem à tona, por meio da literatura, seus pensamentos e sentimentos acerca do mundo”, explica Adélia.

Na segunda fase as crianças produziram os textos que passaram por uma triagem nas próprias escolas. Passaram para o crivo da comissão julgadora 40 textos. O comitê de avaliação foi composto por Adélia, Etel Frota e Nílson Monteiro, que são membros da Academia Paranaense de Letras. Lilia Souza, presidente da Academia Paranaense da Poesia, também contribuiu com a seleção. O nome das vencedoras, que empataram em primeiro lugar, foi divulgado em setembro. “Nós tivemos que fazer releituras e foi um vai e vem de argumentos para chegar a um veredito final. Gostaríamos de premiar muitos alunos, mas tivemos que tomar uma decisão. Nossas expectativas foram superadas e acreditamos que o Concurso poderá suscitar o nascimento de novos escritores”, conta Adélia.

Balanço positivo
De acordo de Dnize Castro, o nome desse projeto traduz justamente a grandeza do seu significado: recontar é ouvir uma história e repassar adiante para que ela evolua e se perpetue de geração em geração. “Foi assim que tive a ideia de levar a oficina para as crianças para que elas tivessem oportunidade de conhecer o trabalho da Adélia e serem incentivadas a contarem suas próprias histórias”, relata.

O resultado do Concurso encantou Adélia. “Confesso que fui surpreendida com tanta criatividade flutuando no mundo dessas crianças quando realizei a oficina, estimulando exatamente o uso ilimitado da imaginação”, diz Adélia.

A obra
Em A Montanha dos Encantos, a personagem Cenira se aventura na exploração do mundo. A trajetória é repleta de surpresas e conduz a protagonista por espaços até então sequer imaginados.

“Ela percorre caminhos originais, admiráveis, diversos daqueles normalmente trilhados. Parece sonho, mas não é, porque a sua vivência é intensa, impregnada pela emoção de poder observar, com nitidez, formas, cores, atitudes, danças, espaços, músicas e a arte do universo que está conhecendo. Cenira fica impregnada da beleza que a natureza lhe oferece, aceita os desafios, vive e desfruta o encantamento que esses momentos incomuns lhe oferecem. Ela faz de toda essa experiência um grande e valioso aprendizado. É a versatilidade dos acontecimentos que a levam para uma viagem prazerosa. Cenira aceita com gratidão o que a vida lhe oferece a cada instante”, conta Adélia Maria Woeller.

Para a realização do Projeto Recontar, a escritora Adélia Maria Woellner conta com o suporte dos seguintes profissionais: Heliana Grudzien (ilustradora), Neumar Carta Winter (revisão) e Dnize Castro (coordenação e produção).

A produtora cultural Dnize Castro e a escritora Adélia Woellner.

Instagram @curitibaemdestaque

Novidades


Curitiba em Destaque


Menu