A Palavra como Ingrediente da Escrita – COLUNA RECEITA DE ESCRITA, por Cláudia Moreira

 em Cláudia Moreira, Colunistas

Se há um ingrediente primordial para se escrever qualquer coisa, este é a palavra. Sem ela, não tem texto e nem se constrói pontes entre autor e leitor. Você já pensou em escrever um livro, mas não consegue escolher a palavra certa para começar? Sinto dizer que não existe uma receita pronta. “E se eu seguir uma técnica de escrita?” Ajuda, com certeza. Mas e se você esquecer um pouco do medo e do julgamento dos outros, das regras e da técnica e colocar seus sentimentos e emoções na ponta dos dedos, jogando no papel (ou em qualquer outra plataforma) a riqueza de histórias que está dentro de você sem pensar demais?

A palavra precisa ser calcada na verdade de sentimentos e na sua vivência. E quem melhor para escrever sobre sua vida que não você mesmo? As desculpas para não escrever são muitas. Vão desde os problemas com o português até a falta de criatividade, de tempo, de boas histórias. No entanto, isso é apenas “conversa pra boi dormir”. Você sabe disso, não é?

“Palavra puxa palavra, uma ideia traz outra, e assim se faz um livro, um governo, ou uma revolução, alguns dizem que assim é que a natureza compôs as suas espécies”.
Machado de Assis

Escrever é terapia, é cura, é autoconhecimento. Quando você se propõe a entrar para este mundo das palavras, não consegue mais fugir das letrinhas. Vira a noite puxando o fio do novelo lá de dentro do coração para escolher a palavra que mais traduz seu sentimento, suas expectativas, suas emoções. Por isso, eu parafraseio: comer e escrever, basta começar!

Ilustração: @igor.baldez

 

Cláudia Moreira é mestranda em Escrita Criativa (Uniandrade/PR), formada em Letras e Jornalismo (Uniceub- DF), com especializações em Revisão e Produção Textual (FAE-PR), Desenvolvimento Sustentável (UNB-DF) e Master em Jornalismo (IICS-SP). Tem vários livros publicados, entre eles, Receita de Escrita. É sócia-proprietária da Editora Ponto Vital (PR) e professora de Escrita do Solar do Rosário em Curitiba.

Postagens Recomendadas
Mostrando 7 comentários
  • Marlete Wildemberg
    Responder

    Excelente estímulo para aqueles que temem se aventurar no universo das palavras e com elas compor a organização emocional de sua própria história que por si só é um vasto e riquíssimo universo!

  • Marcia Carazzai
    Responder

    Adorei.

  • Mariane Werneck Botelho
    Responder

    Maravilhoso texto! Palavras nos ligam a alma e ao coração!

  • Analete Regina Schelbauer
    Responder

    Adoro essa ideia da palavra como ponte! Seus textos me estimulam a escrever!

  • Karin
    Responder

    Muito bom. Sempre gostei de criar histórias. Mas na hora de escrever sempre me sentia insegura. Medo de escrever errado (gramática, concordância…) Engraçado ler o artigo e ver que é uma preocupação comum.

    Já quero ler o próximo!

    Poderia ter um Podcast sobre o assunto, tbm! 🙂 Fica a sugestão.

  • Denise Pessoa
    Responder

    Começar algum texto, por vezes, é difícil para mim. Mas como você disse: “basta começar!” que as palavras vão aparecendo e se encaixando da melhor maneira.
    Suas palavras sempre nos motivam a continuar.

  • Alessandra Pereira Louzada
    Responder

    Os seus textos são inspiradores!

Deixe um Comentário