A Rotina É Inimiga da Criatividade – COLUNA RECEITA DE ESCRITA, por Cláudia Moreira

 em Cláudia Moreira, Colunistas

Quando o desânimo chega, está na hora de tomar uma atitude. Tudo parece dar errado e a criatividade vai para um lado oposto do nosso. Calma! Há solução para tudo. E a primeira delas é quebrar a rotina, fazendo diferente, para que as ideias novas surjam e um ciclo se abra. Quando estamos descansados, conseguimos nos conectar com as intuições, e daí para as novas criações é só um pulo.

Li em algum lugar que a rotina é a ferrugem da alma. Ela amordaça, prende e não nos tira da zona de conforto. É um perigo! Viver na acomodação é a morte certa da criatividade. Claro que não temos como fugir das responsabilidades: ir ao trabalho, buscar os filhos na escola, escovar os dentes e tantas outras. Porém, podemos trilhar caminhos distintos todos os dias e ainda tentar fazer as nossas obrigações em horários diferentes, trocando de mãos, inventando moda sempre, dormindo do outro lado da cama. Parece brincadeira, não é? Mas ajuda. O cérebro precisa de desafios. Fazer tudo igual, todos os dias, emburrece e deixa você preguiçoso.

E como jogar fora a preguiça e resgatar aquela alegria em escrever? Isso é o mais complicado e depende, exclusivamente, de nós. Eu largo tudo de mão por um tempo e me dedico a leituras, a passeios na natureza e a observar pessoas. Descanso a mente. Tento me ver autografando um livro, encontrando pessoas queridas na fila e recebendo elogios pela minha obra. Acredito no poder do pensamento. Isso vai me enchendo de vontade. E quando essa vontade fica maior que a preguiça, volto à minha criação. Fica o convite: vamos ter pensamentos positivos e sonhar grande? Só sugiro que não nos esqueçamos da nossa determinação em concluir o PROJETO MEU LIVRO e da nossa disciplina.

Surge, então, uma segunda questão: A disciplina não é contrária ao pensamento da rotina? Não. Ter disciplina é ser determinado, constante no que se quer, concentrado no objetivo da criação de conteúdo. Então, minha gente, comecemos agora a colocar nossas ideias no papel e deixemos o desânimo bem guardadinho na gaveta. Como a música sempre ajuda na caminhada, lá vai: “levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”. O compositor Paulo Vanzolini estava realmente inspirado, não é?

Texto retirado do livro Receita de Escrita, da Editora Ponto Vital. À venda no link: https://pag.ae/7XcqSZSnH

 

Ilustração: @igor.baldez

 

Cláudia Moreira é mestranda em Escrita Criativa (Uniandrade/PR), formada em Letras e Jornalismo (Uniceub- DF), com especializações em Revisão e Produção Textual (FAE-PR), Desenvolvimento Sustentável (UNB-DF) e Master em Jornalismo (IICS-SP). Tem vários livros publicados, entre eles, Receita de Escrita. É sócia-proprietária da Editora Ponto Vital (PR) e professora de Escrita do Solar do Rosário em Curitiba.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário