Detetives do Prédio Azul 3 traz aventura e diversão para toda a família – FILMES, por Rudney Flores

 em Colunistas, Cultura, Rudney Flores

Série televisiva de grande sucesso entre as crianças, Detetives do Prédio Azul (conhecida como D.P.A.), do canal infantil Gloob, chega ao terceiro episódio na tela grande com Detetives do Prédio Azul 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo, dirigido pelo experiente Mauro Lima (Meu Nome Não É Johnny, Tim Maia).

Filmada antes da pandemia, a nova aventura deveria ter estreado em 2020, mas chega apenas agora aos cinemas. Dessa forma, acaba marcando a despedida de Sol (Letícia Braga), Pipo (Pedro Henriques Motta) e Bento (Anderson Lima), a segunda turma de detetives-mirins da atração criada por Flávia Lins e Silva – ao chegar aos 15 anos de idade, os atores que vivem os personagens das capas vermelha, verde e amarela são substituídos por outros mais jovens; a terceira e nova turminha já esteve na mais recente temporada do seriado na tevê (a 16ª), lançada este ano.

Presente em todos os longas-metragens D.P.A., Sol, Pipo e Bento desta vez participam de uma aventura no extremo-sul da América do Sul. Inicialmente, em uma viagem secreta, o atrapalhado porteiro Severino Capim (Ronaldo Reis), motorista de sempre do trio, descobre uma metade de um poderoso medalhão perdido há muitos anos. Ao colocá-lo, ele aos poucos vai sendo tomado por uma força maligna que deseja achar a outra metade do artefato.

Para ajudá-lo, os detetives descobrem a origem do medalhão e partem para a cidade argentina de Ushuaia, ao lado da jovem feiticeira Berenice (Nicole Orsini). Quem também deseja os poderes da peça é a bruxa Duvíbora (Alexandra Richter) e sua filha Dunhoca (Klara Castanho), que seguem todos até a conhecida Cidade do Fim do Mundo, como é denominada a localidade argentina. O filme ainda traz outros personagens da série – os pais dos jovens, além de Leocádia (Cláudia Netto), Theobaldo (Charles Myara) e Vó Berta (Suely Franco) – e a participação especial de Lázaro Ramos, Alinne Moraes e Rafael Cardoso, e também de uma turma de jovens detetives argentinos.

Um pouco diferente dos dois capítulos anteriores – produções de grande sucesso, as quais somaram juntas mais de 2,5 milhões de espectadores –, que são quase episódios estendidos do que se vê na televisão, D.P.A. 3 tem um roteiro melhor desenvolvido e menos infantil, já que os protagonistas se tornaram adolescentes. O clima de magia é mantido com os já tradicionais e bem realizados efeitos especiais. No elenco, o destaque vai para o sempre divertido Reis e seu Severino versão maligna, personagem que depois também acabou aparecendo de forma parecida, como vilão em um arco de uma recente temporada na série televisiva.

Não é possível comparar com as grandes e milionárias produções do gênero feitas em Hollywood, mas a produção diverte em sua proposta simples e honesta de aventura para toda a família. Cotação: Bom.

Trailer de Detetives do Prédio Azul 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo:

 

Outras estreias

Nomes de peso estrelam a comédia Cidade de Perdida, dos irmãos Aaron e Adam Nee, que serão os diretores da próxima adaptação live action de Mestres do Universo (o desenho do He-Man), prevista para 2024.

Na trama, Sandra Bulock (Oscar de melhor atriz por Um Sonho Possível) é Loretta, uma escritora de romances de aventura. Sem imaginar, ela inventa uma cidade fictícia para um novo livro, mas o local existe realmente e guarda um tesouro que é alvo do bilionário Abigail Fairfax, vivido por Daniel Radcliffe (o eterno Harry Potter). Ele sequestra a escritora para ajudá-lo a chegar ao local.

Quem parte para salvá-la é o atrapalhado Alan (Channing Tatum, da franquia Anjos da Lei), modelo das capas dos livros da escritora, representando o herói de suas histórias. Outro que aparece com a missão de salvamento é o aventureiro Jack Trainer (Brad Pitt, Oscar de melhor coadjuvante por Era uma Vez em… Hollywood). Como diria o narrador da chamada da Sessão da Tarde, “quando essa turminha se encontra, acontecem muitas confusões”.

Trailer de Cidade Perdida:

 

Indicado a dois Oscars em 2022 (melhor filme internacional e roteiro) e aclamado pela crítica, o filme norueguês A Pior Pessoa do Mundo, de Joachim Trier, chega a programação de Curitiba apenas no Cine Passeio.

A produção destaca a história de Julie (Renate Reinsve), jovem em momento de muitas incertezas em sua trajetória. No lado existencial, ainda está tentando descobrir quem é e o que pretende fazer da vida. Emocionalmente, ela acaba se envolvendo com dois pretendentes, o quadrinista Aksel (Anders Danielsen Lie) e o barista Eivind (Herbert Nordrum).

Trailer de A Pior Pessoa do Mundo:

 

Também destaque do Oscar deste ano, com três indicações (melhor filme internacional, documentário de longa-metragem e animação de longa-metragem), além de bem recebida pela crítica, a produção dinamarquesa Flee – Nenhum Lugar para Chamar de Lar, de Jonas Poher Rasmussen, apresenta a história real de Amin Nawabi, que quando criança foi obrigado a fugir do Afeganistão.

Depois de duas décadas, aos 30 anos e prestes a se casar com o namorado, ele guarda grandes segredos de sua vida que passa a revelar a um amigo próximo, um reencontro com o passado para poder viver melhor seu futuro. A animação é outro lançamento da semana no Cine Passeio.

Trailer de Flee – Nenhum Lugar para Chamar de Lar:

 

Tarkovski

Para celebrar os 90 anos de nascimento do grande cineasta russo Andrei Tarkovski (1932-1986), o Cine Passeio promove, nas próximas duas semanas, uma mostra especial com todos os seus oito filmes, que serão exibidos nas salas Luz e Valêncio Xavier (esta última com ingressos gratuitos 60 minutos antes de cada sessão). Confira a programação desta semana:

Sala Luz (sempre às 19 horas) – Dia 21, O Rolo Compressor e o Violinista (1960); dia 22, A Infância de Ivan (1962); dia 23, Andrei Rublev (1966); dia 24, Solaris (1972); dia 26, O Espelho (1975); dia 27, Stalker (1979).

Sala Valêncio Xavier (sempre às 17 horas) – Dia 23, Nostalgia (1983); dia 24, O Sacrifício (1986).

 

Andrei Rublev retrata a vida de um dos maiores pintores da história da Rússia.

Crédito da foto: Divulgação

 

Crédito da foto principal: Divulgação/Paris Filmes

 

Rudney Flores é jornalista formado pela PUCPR, assessor de imprensa e crítico de cinema, com resenhas publicadas nos jornais Gazeta do Povo e Jornal do Brasil.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário