Festival Cirandar resgata o folclore para o universo infantil

 em Cultura, Destaques do Mês, Eventos

Inspirado nos livros Cantigas de Roda, Para Cantar e Brincar e Lendas, Mitos e Cantigas do Folclore Infantil Brasileiro, o Festival Infantil Cirandar tem na sua essência as cantigas de roda, com o propósito de resgatar a valorização da cultura do folclore nacional. “O que mantém um povo são as suas histórias, as suas lendas contadas de geração em geração. O que nos distingue entre povos e nações é o que nos reúne em torno do folclore, da cultura, como a comida, as tradições, rezas, cantos e danças. Precisamos valorizar esses repertórios, mantê-los vivos dentro do universo contemporâneo. Eles não podem simplesmente desaparecer”, enfatiza Beth Capponi, organizadora dos livros que inspiraram a criação do festival, ao lado da irmã gêmea Yvy, responsável pelas ilustrações.

A ideia de criar o espetáculo nasceu a partir de conversas com artistas, músicos e a produção, que participaram das gravações dos CDs que vêm encartados nos livros, cujo conteúdo é todo gravado em áudio. “Um dos legados do Cirandar é também despertar a criança em cada um de nós, os adultos, porque você consegue atingir públicos de diferentes idades cantando cantigas que todo mundo conhece. O festival tem uma abrangência muito grande e tem essa magia de colocar pessoas de faixas etárias diferentes dentro dessa ciranda ”, conta a produtora cultural Beth Capponi.

Ela lembra que antes da escrita tudo era oral. E ainda temos isso muito enraizado no mundo, em algumas aldeias, através da contação de histórias, o que também faz parte do repertório das nossas ações. A produtora cultural acredita que por uma não compreensão de um idioma, muitas coisas acabam não sendo entendidas e, por isso, se transformando, se adaptando no meio do caminho, como é o caso das cantigas. “É por isso que nós trabalhamos com resgate, que é parte do pertencimento. É isso que nos dá a ideia de que existe um povo, uma nação, um entendimento da nossa ancestralidade”, explica.

No Cirandar tudo é repaginado, reinventado, mas sem tirar a essência, a origem. “Valorizamos com extremo respeito a cultura dos povos, inclusive para esta edição temos uma parte do show, a abertura, que é falada em guarani, com sonoridade pesquisada e mixada em estúdio. A nossa convidada Ju Kerexu faz a narrativa da criação do mundo do ponto de vista dos povos nativos”, completa Beth.

Apresentação
Com as regras de distanciamento social em virtude da pandemia da Covid-19, uma apresentação foi gravada com cenografia e roteiro inéditos, adaptados para o novo formato do evento, sem público presencial, em decisão da produção que teve o aval da Fundação Cultural de Curitiba.

A exibição do espetáculo será on-line, no site do Festival Infantil Cirandar e no canal do projeto no Youtube. “Preparamos roteiro, cenário, figurino e as trilhas sonoras com todo o cuidado, da forma mais lúdica possível, para dar a sensação de envolvimento a quem assistir. Queremos que os pais e as crianças cantem as músicas e embarquem nesta grande ciranda”, adianta Beth. Assim é o Festival Infantil Cirandar, repleto de sonhos e ideais. Se permita sonhar também.

Realização
O Festival Infantil Cirandar é realizado pela Fundação Cultural de Curitiba, com incentivo do Grupo Positivo. O espetáculo foi idealizado pela produtora cultural Beth Capponi, com direção artística de Yvy Capponi e cenografia da Bell’Art Produções Artísticas. Para dar vida às histórias contadas nos livros, o ator Kenny Rogers faz a contação de estórias acompanhado da Banda Cirandar, formada pelos músicos Dennis Mariano, Du Gomide, Raissa Fayet, Leo Fressato e Alana Dédalos, que recebeu convidadas como Janine Mathias, Iria Braga e Uyara Torrente, dentre outras de destaque.

Janine compôs um rap sobre desenvolvimento e civilização; Iria participou com a canção “Marinheiro Só”, fazendo uma homenagem aos imigrantes que aportaram na América e ajudaram na formação dos povos deste Brasil miscigenado; e Uyara Torrente, da Banda Mais Bonita da Cidade, esteve no ato final do espetáculo, que traz as músicas “Esperança” e “Temperança”, encerrando junto com Leo Fressato e a banda com a música “Oração”. Nesse momento de pandemia, faz todo o sentido terminar assim, acreditando que dias melhores virão.

Serviço:
Festival Infantil Cirandar
Lançamento: 25 de março de 2025
Exibição: on-line
Plataformas:
Youtube – Canal Festival Infantil Cirandar
Site – www.festivalinfantilcirandar.com.br/cirandar2020

Crédito da foto Estevan Reder

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário