Luiz Arthur Montes Ribeiro Galeria de Arte encerra atividades presenciais

 em Cultura, Tendências

Pequenos e médios negócios são fortes impulsionadores da economia local, seja na geração de oportunidades diretas e indiretas de trabalho, seja na movimentação de uma extensa rede de fornecedores do entorno. É o caso do trabalho do premiado artista visual paranaense Luiz Arthur Montes Ribeiro, que dirige há vários anos sua própria galeria, na qual abre espaço para mostrar o trabalho também de outros importantes artistas paranaenses; e o Instituto Montes Ribeiro, que completou dez anos em 2020, voltado à difusão da cultura e resgate da memória paranaense, iniciativa pela qual foi agraciado neste início de ano com a outorga de Menção Honrosa pela Assembleia Legislativa do Paraná.

Agora, com a forma como evoluiu a pandemia de coronavírus em seu primeiro ano, Montes Ribeiro tomou uma difícil decisão: o artista visual anuncia o encerramento das atividades presenciais do espaço Luiz Arthur Montes Ribeiro Galeria de Arte e do Instituto Montes Ribeiro.

O fechamento da galeria e do instituto em seus ambientes físicos, ambos situados em Curitiba, não significa o encerramento total das atividades. Mas sim a migração 100% da comercialização das obras da galeria para o e-commerce https://luizarthur.com.br/, inaugurado pelo artista no ano passado.

Totalmente reformulado, com design atual e fácil de navegar, valorizando a experiência do usuário, o novo site foi lançado em 7 de abril.

A nova loja virtual de Luiz Arthur Montes Ribeiro tem uma sessão especial sobre o Instituto Montes Ribeiro, com a exposição Montes e Ribeiro: Objetos de Família. Há também uma sessão sobre literatura, inclusive com a venda dos livros de poesia do artista, assim como uma sessão sobre gastronomia.

Transição digital
A transição digital é uma tendência no universo das artes que foi acelerada pela chegada e modo de evolução da pandemia do Covid-19. Recém-divulgado, o mais importante relatório global sobre o mercado de arte no mundo, “The Art Basel and UBS Global Art Market Report 2021”, publicado em março deste ano, aponta que as vendas on-line de arte no mundo dobraram de valor em 2020, atingindo US$ 12,4 bilhões, com uma participação recorde de 25% do valor total do mercado.

Esta é a primeira vez em que a participação do comércio eletrônico no mercado de arte ultrapassou a do varejo geral. Tal movimento vem sendo percebido como uma aceleração da transformação digital no segmento de artes visuais, derivado da evolução da situação global de pandemia.

A oportunidade visualizada por Luiz Arthur Montes Ribeiro para manter sua galeria operando, e continuar assim a girar sua rede de colaboradores e fornecedores locais, vai ao encontro de uma tendência global. “Foi um esforço muito grande atuar, além de artista, também como empreendedor e promotor da cultura paranaense. Busquei uma solução sustentável para continuar operando, evitando ter de encerrar totalmente as atividades por causa da pandemia”, assinala. “Temos de ter esperança, principalmente na vida, e acreditar que tudo isso vai ficar para trás. Acredito na força econômica de nosso estado, e na sua resposta, que virá com a vacina e a superação da pandemia.”

Pelo e-commerce, o artista segue atendendo clientes e o público em geral, no site: https://luizarthur.com.br.

Crédito da foto: Sossella

Postagens Recentes

Deixe um Comentário