Michael Bay adapta obscuro filme dinamarquês em Ambulância – Um Dia de Crime – FILMES, por Rudney Flores

 em Colunistas, Cultura, Rudney Flores

Um dos principais nomes dos filmes de ação, o diretor Michael Bay (Bad Boys I e II e a franquia Transformers) segue seu caminho nesse gênero cinematográfico com Ambulância – Um Dia de Crime, principal estreia da semana nos cinemas brasileiros.

Em tempos de ideias originais escassas, a produção é mais uma adaptação hollywoodiana de um filme de uma cinematografia de fora dos Estados Unidos, neste caso, o obscuro filme dinamarquês Ambulancen, de Laurits Munch-Petersen. A história é centrada nos irmãos de criação Danny (Jake Gyllenhaal, de O Abutre) e Will (Yahya Abdul-Mateen II, do recente A Lenda de Candyman). Criados por um assaltante de bancos considerado um verdadeiro psicopata, eles acabam se afastando quando Will decide entrar para o exército para fugir da péssima influência familiar.

O tempo passa e Will, agora um veterano de guerra condecorado, está casado e com um filho pequeno. O problema é que sua esposa têm um raríssimo câncer, contra o qual a seguradora se recusa a pagar o caríssimo tratamento experimental. Para salvá-la, ele recorre a Danny depois de muitos anos, e o irmão lhe oferece a oportunidade de participar de um grande assalto a um banco de Los Angeles, que pode render mais de 30 milhões de dólares. Sem maiores opções de conseguir recursos, o ex-militar aceita participar da ação.

Tudo parece aparentemente bem planejado no crime, mas as coisas não ocorrem como o esperado e a dupla acaba tendo que fugir da polícia em uma ambulância onde estão um policial baleado e a socorrista Cam (Eiza González, de Em Ritmo de Fuga). Eles são perseguidos implacavelmente pela polícia nas ruas da cidade das estrelas do cinema.

Bay cumpre o que se espera dele e apresenta uma produção de ritmo incessante, que não dá muito tempo para o espectador tomar fôlego, encadeando uma sequência de ação atrás da outra, destacando, claro, diversas perseguições e explosões, além de algumas viradas de roteiro e pequenas pitadas de humor – entre elas, divertidas menções a esportes que americanos não curtem como futebol e Fórmula 1.

O filme tem um andamento próximo de Velocidade Máxima, filme de Jan de Bont que fez decolar as carreiras de Keanu Reeves e Sandra Bullock, em 1994. Há semelhanças nas sequências do ônibus (em Velocidade Máxima) e da ambulância, que realizam manobras inverossímeis.

A diferença é que não há um grande vilão na história – ambíguos, Will e Danny são vilões e heróis na trama. Ao contrário de boa parte das produções que já comandou, o diretor investe um pouco mais no drama e apresenta certos dilemas morais. E consegue um resultado satisfatório graças à boa atuação do trio principal – Gyllenhaal, Abdul-Mateen e González até conseguem mostrar alguns momentos mais emocionais em meio à barulhenta perseguição em que seus personagens estão envolvidos. Apenas um plus para os fãs do gênero que irão se ligar mesmo na pirotecnia da produção. Cotação: Bom.

Trailer de Ambulância – Um Dia de Crime:

 

Nacionais

A comédia Me Tira da Mira, do diretor Hsu Chien, tem como principal destaque a participação da família formada por Cleo, Fábio Jr. e Fiuk. A artista antes conhecida como Cleo Pires (Benjamin) é a protagonista da história e vive a policial Roberta, que investiga a morte da atriz Amanda Jéssica (Vera Fischer) em uma suspeita clínica de “reequilíbrio energético”.

Para resolver o mistério, ela se infiltra no local e tenta levantar pistas. Fábio Jr. interpreta seu chefe e dispara diversas piadas tendo como referência seus principais sucessos na música. E o irmão Fiuk é uma espécie de ajudante faz tudo. O elenco ainda destaca Sérgio Guizé (BR 716), Júlia Rabello (Volume Morto) e Silvero Pereira (Bacurau).

Trailer de Me Tira da Mira:

 

O ator Bruno Torres (Somos Tão Jovens) estreia na direção de longas-metragens com A Espera de Liz. A personagem do título é vivida por Simome Iliescu (Bruna Surfistinha), uma mulher que passa por um momento turbulento na vida após o desaparecimento do companheiro Miguel (Torres). Ela retoma o contato com a irmã Lara (Rosane Mulholland, de Falsa Loura), que guarda um grande segredo. O filme estreia no Cine Passeio.

Trailer de A Espera de Liz:

 

Os diretores Gustavo Brinholi e Luiz H. Marques apresentam diversas histórias de superação no documentário independente Human Life. Um pintor tetraplégico, o fundador de uma casa para crianças abandonadas e deficientes, um surfista que perdeu as mãos em um acidente, uma ex-medalhista olímpica que trabalhou como voluntária em um centro de apoio a gestantes, a mãe de uma criança com síndrome de Down e uma sobrevivente do holocausto são algumas das pessoas que relatam suas experiências de vida. O filme tem lançamento no Cinemark Mueller.

Trailer de Human Life:

 

Outras estreias

Atualmente o único espaço com programação diferenciada em Curitiba, o Cine Passeio destaca esta semana mais duas estreias de filmes franceses, ambos selecionados para a mostra oficial do Festival de Cannes 2020, que não foi realizado presencialmente devido à pandemia de Covid-19.

Madrugada em Paris, de Elie Wajeman (Os Anarquistas), destaca o personagem Mikaël (Vincent Macaigne, de Agnus Dei), um médico que trabalha à noite, cuidando de pacientes de bairro mais pobres da capital francesa. Ele começa a ter sérios problemas quando se envolve em um perigoso esquema de venda de receitas falsas a viciados.

Trailer de Madrugada em Paris:

 

Nicolas Maury dirige e protagoniza Garoto Chiffon, que mistura drama e comédia para contar a história de Jérémie, um ator que passa por uma crise existencial. Com muitos desentendimentos no trabalho e nas relações amorosas, ele decide passar um tempo com a mãe (Nathalie Baye, de Uma Relação Pornográfica), que acaba interferindo demais em sua vida.

Trailer de Garoto Chiffon:

 

Terrir

O grupo de rock Foo Fighters, liderado por Dave Grohl e que toca este final de semana no festival Lollapalooza, em São Paulo, estrela Terror no Estúdio 666, dirigido por BJ McDonnell. No melhor estilo terrir – comédia + terror, gênero de cinema que, no Brasil, tem como principal nome o cultuado Ivan Cardoso (As Sete Vampiras) –, a produção traz os integrantes da banda norte-americana mudando-se para uma mansão para gravar seu décimo disco de estúdio.

Mas o local é mal-assombrado e Grohl – responsável pelo argumento da história – acaba possuído por forças sobrenaturais e perseguindo seus parceiros musicais. O filme tem sessões apenas neste sábado (26) e domingo (27), sempre às 13h50, no Cinemark Barigui.

Trailer de Terror no Estúdio 666:

 

Filmes do Oscar

A Rede UCI (Estação e Palladium, em Curitiba) programa para esta quinta (24) e sexta-feira (25) uma mostra com a maior parte das produções indicadas à estatueta de melhor filme no Oscar 2022, que acontece no domingo (27).

Estão programados Duna, No Ritmo do Coração, King Richard – Criando Campeãs, Belfast, O Beco do Pesadelo, Licorice Pizza e Drive My Car. Os ingressos têm preços especiais de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), nas salas tradicionais, e de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), nas salas e poltronas Delux.

Já o Cine Passeio encerra sua 3ª Festa do Oscar com a apresentação dos indicados Belfast (dias 24 e 27), Spencer (dias 25 e 29) e A Felicidade das Pequenas Coisas (dias 26 e 30). As sessões acontecem sempre às 13h45.

 

Licorice Pizza, de Paul Thomas Anderson, concorre a 3 Oscars: melhor filme, diretor e roteiro original.

 

Crédito das fotos: Divulgação/Universal Pictures

 

 

Rudney Flores é jornalista formado pela PUCPR, assessor de imprensa e crítico de cinema, com resenhas publicadas nos jornais Gazeta do Povo e Jornal do Brasil.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário