Sony tenta ampliar universo do Homem-Aranha no cinema com Morbius – FILMES, por Rudney Flores

 em Colunistas, Cultura, Rudney Flores

Detentora dos direitos da marca Homem-Aranha no cinema, a Sony Pictures segue seu planejamento de tentar ampliar o universo do Teioso nas telas. Depois de dois filmes com Venom, o vilão a ganhar uma produção própria é Morbius. A produção da subsidiária Columbia Pictures, adiada desde 2020 devido à pandemia, é estrelada por Jared Leto, que volta ao mundo dos quadrinhos agora na Marvel, depois de interpretar o Coringa da rival DC na malfadada primeira versão de Esquadrão Suicida e numa participação na versão estendida de Zack Sneider para Liga da Justiça.

Morbius, com direção de Daniel Espinosa (Vida), é um filme de origem, apresentando a história de Michael Morbius, gênio e cientista que tem uma grave e rara doença no sangue. Durante toda vida, ele buscou a cura para seu distúrbio, que também afeta o amigo de infância Milo (Matt Smith, de Noite Passada em Soho, e que já foi o Doctor Who por dez anos), que financia suas pesquisas no presente, as quais incluem a descoberta de um sangue artificial que salva muitas vidas.

Abusando de métodos perigosos, Morbius tenta combinar genes humanos com genes de morcegos-vampiros e consegue achar o que parece ser sua salvação. Ele infecta a si próprio com o soro criado, mas, no estilo do clássico do terror O Médico e o Monstro, o resultado é aterrador, com Morbius ganhando características vampirescas como grande força, poderes de radar e uma insaciável sede de sangue.

Se nas HQs Morbius aparece inicialmente com um vilão das histórias do Homem-Aranha, nas telas, o estúdio quer transformá-lo em um novo anti-herói, com vem tentando fazer com Venom nos dois filmes irregulares do personagem já lançados. Apesar de causar mortes em sua transformação em vampiro, o médico logo se dá conta de seus poderes, domando-os, e também decide não viver de sangue humano.

Em sua parte inicial, Morbius até tem boas cenas de terror. Mas perde-se muito tempo nas origens dos personagens, o que faz a produção ganhar um ritmo acelerado e confuso na sequência. Ao mesmo tempo em que lida com a ideia de ser um vampiro, Morbius já encontra um poderoso e insano inimigo inesperado, que precisa enfrentar. Ele também sofre a perseguição de agentes do FBI e ainda se envolve emocionalmente com a parceira de pesquisas Martine (Adria Arjona, de Círculo de Fogo – A Revolta).

O filme também é fraco na área de ação. Tudo é muito genérico, já visto em outras produções, com exageros na computação gráfica, que não alcança bons resultados. Morbius e seu oponente chegam a desmanchar em estranhos efeitos e as suas batalhas ficam longe de empolgar. Para completar, duas cenas pós-créditos confusas envolvendo o Abutre (Michael Keaton), que apareceu inicialmente no primeiro filme da nova trilogia do Homem-Aranha (De Volta ao Lar) – a cena chamariz do personagem no trailer de Morbius não aparece no filme.

A Sony já havia se perdido com a pretensa segunda trilogia do Homem-Aranha de Andrew Garfield, que só teve dois filmes, e só conseguiu dar melhor sequência ao personagem ao se unir à Marvel no lançamento de novas produções. Se pretende continuar lançando filmes com outros personagens do universo aracnídeo, seria melhor também solicitar ajuda dos roteiristas e produtores da Casa das Ideias. Cotação: Ruim.

Trailer de Morbius:

 

 

Nacionais

O diretor brasiliense Jose Eduardo Belmonte volta ao mundo violento das favelas cariocas em Alemão 2, principal estreia nacional da semana nos cinemas. A nova produção tem como personagens centrais os policiais civis Machado (Vladimir Brichta, de Bingo – O Rei das Manhãs), Ciro (Gabriel Leone, de Eduardo e Mônica) e Freitas (Leandra Leal, de O Lobo Atrás da Porta).

O trio tem a missão de prender um chefão do tráfico de drogas do Rio de Janeiro, mas as coisas dão errado e eles passam a ser perseguidos pelos traficantes. A personagem Mariana (Mariana Nunes) é a ligação com a produção anterior, Alemão, lançada em 2014.

Trailer de Alemão 2:

 

Fernando Henrique Cardoso comandou o Brasil por dois mandatos, entre 1995 e 2002. No documentário O Presidente Improvável, de Belisario Franca (Amazônia Eterna), o político revê erros e acertos desse período no poder em conversas com os ex-ministros Raul Jungman, Pedro Malan e Celso Lafer, artistas como Gilberto Gil e também o ex-presidente norte-americano Bill Clinton. O filme tem lançamento apenas no Cine Passeio.

Trailer de O Presidente Improvável:

 

Animação

Epa! Cadê o Noé? 2, sequência da animação de Luxemburgo de 2015, traz os animais salvos na famosa arca depois do dilúvio. Após muito tempo em alto-mar, os alimentos estão acabando. Eles acabam achando uma ilha, mas trazem para seus habitantes muitas confusões.

Trailer de Epa! Cade o Noé? 2:

 

Mostra no Cine Passeio

O Cine Passeio celebra seus três anos de atividades com a Segunda Mostra Curitiba de Cinema. Nas próximas duas semanas, serão apresentados, sempre às 19h30, seis longas-metragens filmados na capital paranaense e região. A entrada é gratuita para todas as sessões da mostra.

O primeiro título em destaque é Estômago, de Marcos Jorge, também um dos curadores da programação do cinema localizado no Centro de Curitiba. A premiada produção será apresentada nesta quinta-feira (31), com participação dos atores João Miguel e Paulo Miklos. Outra sessão do filme está programada para o dia 9 de abril.

A mostra segue com: Alice Júnior, de Gil Baroni (dias 1º e 13 de abril); Mirador, de Bruno Costa (lançamento – dias 2 e 7 de abril); Jesus Kid, de Aly Muritiba (lançamento – dias 3 e 12 de abril); Lamento, de Claudio Bittencourt e Diego Lopes (dias 5 e 10 de abril); e A Mesma Parte de um Homem, de Ana Johann (lançamento – dias 6 e 8 de abril).

Estômago, de Marcos Jorge, venceu o Festival do Rio, em 2007.

Crédito da foto: Divulgação/Downtown Filmes

Crédito da foto principal: Divulgação/Sony Pictures

 

Rudney Flores é jornalista formado pela PUCPR, assessor de imprensa e crítico de cinema, com resenhas publicadas nos jornais Gazeta do Povo e Jornal do Brasil.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário