Will Smith tenta nova indicação ao Oscar com King Richard – Criando Campeãs – FILMES, por Rudney Flores

 em Colunistas, Cultura, Rudney Flores

Um dos principais atores de filmes de ação e aventura de Hollywood, Will Smith também investe em dramas em busca de um maior reconhecimento artístico. A experiência muitas vezes é positiva, e o astro já conseguiu duas indicações ao Oscar de melhor ator ao interpretar personagens reais em Ali (2001, sobre o maior boxeador de todos os tempos) e em À Procura da Felicidade (2006, com a inspiradora história do empresário Chris Gardner).

Uma nova indicação à estatueta pode chegar no próximo ano com King Richard – Criando Campeãs, principal estreia da semana no Brasil, uma produção em que Smith novamente vive uma pessoa de destaque, o pai de duas das maiores jogadoras de tênis de todos os tempos: Serena e Venus Williams.

O filme do quase novato diretor Reinaldo Marcus Green é centrado no planejamento de Richard Williams para levar suas duas filhas ao topo de um esporte de elite. Segundo conta no filme, mesmo antes de Venus (Saniyya Sidney) e Serena (Demi Singleton) nascerem, Richard já tinha escrito um plano de 85 páginas para conseguir esse objetivo. Com o apoio da esposa Oracene “Brandy” Williams (Aunjanue Ellis, de Se a Rua Beale Falasse), ele começa a treinar as meninas quando elas tinham apenas quatro anos de idade.

Na trama do filme, ambientada no início dos anos 1990, Richard busca um treinador para as irmãs, já com 10 e 11 anos, alguém que as faça evoluir, mas que também respeite seus pensamentos sobre o tênis que elas devem jogar – ideias pouco ortodoxas, que incluíram tirar Venus e Serena da disputa de torneios juvenis, indo contra tudo o que se sempre se fez na modalidade.

Como diversas cinebiografias com temática esportiva, King Richard destaca as dificuldades enfrentadas pela família Williams para conseguir atingir seus objetivos, sempre com muita união e superação – os treinos das meninas são em quadras públicas, a comunidade em que vivem nem sempre é tranquila. Richard explica às filhas a importância que elas poderão ter para os afro-americanos e conduz de forma firme sua educação, juntamente com Oracene. A intenção clara é inspirar.

O pai de Venus e Serena nunca foi uma figura fácil, arrogante muitas vezes em suas convicções, e isto é passado com competência na tela por Will Smith, que também investe em uma interpretação mais física do personagem, imitando sua forma de falar, sua postura e trejeitos.

Mas a persona do patriarca Williams não é muito explorada. Apresenta-se um homem com uma obsessão, mas não como ele se formou, como chegou àquele ponto da vida. São poucos conflitos – em um momento, Richard e Oracene chegam a discutir sobre a antiga família dele (teve cinco filhos em outro casamento); em outro, Venus se revolta por ser proibida de jogar, mas as coisas se resolvem facilmente, o tom é sempre conciliatório.

Como destaque aparecem então as cenas bem realizadas dos treinamento das irmãs, seus jogos em torneios e a famosa partida em que Venus, com apenas 14 anos e em seu primeiro torneio profissional, enfrentou a então número 1 do mundo, Arantxa Sanchez Vicário. Cotação: Bom.

Trailer de King Richard – Criando Campeãs:

 

Outras estreias

Um trio de astros oscarizados protagoniza a comédia Vigaristas em Hollywood, do diretor George Gallo. Robert De Niro (Touro Indomável) é Max Barber, um produtor de filmes que tem uma dívida enorme com o mafioso Reggie Fontaine, vivido por Morgan Freeman (Menina de Ouro).

Para resolver o problema, Barber tem a brilhante ideia de fazer um seguro de vida do protagonista de seu próximo filme, o veterano Duke Montana (Tommy Lee Jones, de O Fugitivo), e matá-lo para receber um polpudo cheque. O problema é que Montana se recusar a morrer, mesmo participando de perigosas cenas de ação.

Trailer de Vigaristas em Hollywood:

 

A Mão de Deus, novo trabalho do premiado diretor italiano Paolo Sorrentino – Oscar de melhor filme estrangeiro por A Grande Beleza –, apresenta uma história ambientada na Nápoles da década de 1980. A narrativa é centrada no jovem Fabietto Schisa (Filippo Scotti) e apresenta suas relações familiares e amorosas.

Como o título sugere, o craque Maradona, ídolo maior do time da cidade do norte da Itália, também é tema na produção, que tem estreia apenas no Cine Passeio. A Mão de Deus tem lançamento na Netflix em 15 de dezembro.

Trailer de A Mão de Deus:

 

Apesar de anunciar algumas vezes a aposentadoria dos filmes de ação, Liam Neeson segue atuando no gênero. O novo título de sua vasta carreira nesse tipo de produção é Missão Resgate, no qual tem como principal parceiro de cena Laurence Fishburne (Matrix).

Neeson é Mike, experiente motorista contratado para liderar uma equipe de resgate de mineradores presos em uma mina de diamantes, localizada em uma região muito fria, no norte do Canadá. Para fazer o salvamento, o grupo precisa encarar a travessia de rios congelados utilizando pesados caminhões e enfrentar diversos perigos.

Trailer de Missão Resgate:

 

Depois de uma franquia de seis filmes estrelados por Milla Jovovich, o famoso game Resident Evil ganha uma nova adaptação para o cinema em Resident Evil – Bem-vindo a Raccoon City, do diretor Johannes Roberts (Medo Profundo). A história de origem é ambientada em 1998, e se aproxima mais do mundo apresentado no jogo, destacando uma cidade do interior dos Estados Unidos que passa a ser dominada por estranhos e violentos seres, resultado de uma experiência da farmacêutica Umbrella Corporation.

A produção tem como personagem central Claire Redfield (Kaya Scodelario, da franquia Maze Runner), uma das principais do game, que retorna a Raccoon City para relevar ao irmão uma conspiração da Umbrella.

Trailer de Resident Evil – Bem-vindo a Raccoon City:

 

A série de livros infantis Clifford – O Gigante Cão Vermelho, que já foi adaptada com sucesso como animação de tevê, chega agora às telas em um filme live-action dirigido por Walt Becker (Alvin e os Esquilos – Na Estrada).

A história já é conhecida: a menina Emily Elizabeth adota um cãozinho vermelho, mas ele se torna um gigante, após um desejo dela ser atendido. O simpático e desengonçado Clifford vai causar muitas confusões na cidade e atormentar a vida de todos ao seu redor.

Trailer de Clifford – O Gigante Cão Vermelho:

 

Festival Varilux 2021 – 2ª Semana

O Festival Varilux chega à segunda semana de programação com destaque para a entrada do Cine Passeio como sala de exibição – o Cinépolis Pátio Batel seguirá com novas sessões.

A tradicional mostra do novo cinema francês tem 21 títulos selecionados, alguns deles premiados com o César, o Oscar do cinema na França. As produções destacam reconhecidos atores franceses como Catherine Deneuve, Gérard Depardieu, Sophie Marceau, Pierre Niney, François Cluzet, Mathieu Amalric e André Dussolie, e cineastas consagrados como François Ozon, Jacques Audiard, Laurent Cantet, Albert Dupontel e os irmãos Larrieu e Philippe Le Guay.

O festival também faz homenagem ao ídolo Jean-Paul Belmondo, morto em setembro deste ano, com a projeção de O Magnífico (1973), de Philippe de Broca. Consulte a programação completa em https://variluxcinefrances.com/2021/cidade/curitiba-pr/.

Catherine Deneuve estrela Enquanto Vivo, da diretora Emmanuelle Bercot.

Crédito da foto: Divulgação

 

Crédito da foto principal: Divulgação/Warner Bros.

 

Rudney Flores é jornalista formado pela PUCPR, assessor de imprensa e crítico de cinema, com resenhas publicadas nos jornais Gazeta do Povo e Jornal do Brasil.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário